Ricardo Rocha foi ao vestiário da arbitragem antes do clássico

Em meio as reclamações sobre a atuação do árbitro paranaense Rodolpho Toski Marques, Andrés Sanchez foi irônico ao revelar seu incômodo pelo fato de Ricardo Rocha, coordenador de futebol do São Paulo, ter ido ao vestiário dos árbitros antes do clássico desse sábado, que terminou em 1 a 1 e teve um gol legal não validado de Danilo e um pênalti não marcado em Romero.

“Tinha diretor do São Paulo ali dentro antes do jogo também. Mas isso é normal”, disparou o mandatário corintiano.

A informação foi confirmada na súmula da partida, divulgada cerca de uma hora após o fim do Majestoso em Itaquera.”Informo que antes do início da partida compareceu ao vestiário da arbitragem o Sr Ricardo Rocha, diretor da equipe São Paulo F.C., após solicitar autorização ao inspetor da partida, com o objetivo de cumprimentar e desejar sucesso para a arbitragem”, escreveu o juiz da partida.

Raí, diretor-executivo do clube do Morumbi, defendeu seu companheiro e tentou minimizar a questão levantada por Andrés Sanchez.

“Esse é um jogo de palavras midiático do Andrés. O Ricardo Rocha cumprimenta, não só o árbitro, mas os adversários em todos os jogos. Ficou conversando 20 minutos antes do jogo com o próprio Andrés. Contra o Flamengo, conversou com o Dorival. É cordialidade, apenas”, explicou.

Leia a súmula completa da partida:

“Informo que antes do início da partida compareceu ao vestiário da arbitragem o Sr Ricardo Rocha, diretor da equipe São Paulo F.C., após solicitar autorização ao inspetor da partida, com o objetivo de cumprimentar e desejar sucesso para a arbitragem. Antes de sair, disse que seus jogadores estariam orientados a respeitar as decisões da arbitragem. Relato também que após o término da partida compareceu ao vestiário da arbitragem o Sr. Alessandro Nunes, diretor da equipe S.C. Corinthians, após solicitar autorização ao inspetor e ao árbitro da partida, com o objetivo de pedir desculpas para qualquer ato exagerado que pudesse ter ocorrido, compreendendo a pressão que todos os envolvidos no futebol sofrem, desejando que a arbitragem tenha mais apoio e sucesso na sequência da temporada”

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*