Protagonistas de briga entre Palmeiras e SP chegam a clássico em baixa

Alan Kardec, Wesley, Dudu, Thiago Mendes e Cafu. O quinteto tem como semelhança o fato de terem sido protagonistas na briga entre São Paulo e Palmeiras que começou no fim do primeiro semestre de 2014 e dura até hoje. E também se unem na falta de protagonismo para a partida desta quarta-feira (25) entre as duas equipes, no Allianz Parque, às 22h, pela 12ª rodada do Campeonato Paulista.

A começar por Kardec. O atacante pulou o muro após ser seduzido por uma proposta salarial superior a oferecida pelo Palmeiras. Ele também se sentiu desvalorizado com a postura adotada por Paulo Nobre e seus diretores. No início, foi bem, fez até gol no clássico justamente contra o Palmeiras, mas, hoje, luta para deixar o banco de reservas.

Em ascensão, com três gols nos últimos dois jogos em que iniciou como titular, ele ainda está atrás na briga com Luis Fabiano para dominar o comando do ataque. Sentado à espera de uma oportunidade, ele já sabe que será mais xingado do que o normal na primeira partida que fará na arena alviverde, especialmente pela proximidade entre torcida e reservas.

Foi dali, aliás, que Wesley foi bastante hostilizado pelos palmeirenses nos seus últimos jogos com a camisa alviverde. O volante, aliás, entrou para a história como o primeiro grande coro contra um jogador. Em massa, foi xingado pelo péssimo desempenho no fim da temporada e por ter assinado um pré-contrato com o São Paulo em meio à guerra que havia começado com a ida de Kardec.

Fora da lista de inscrições por vingança palmeirense, ele nem entrará em campo e, muito menos, estará no Allianz Parque nesta quarta-feira.

Thiago Mendes e Cafu são outros dois que foram alvos do interesse alviverde, mas acabaram fechando com a equipe do Morumbi. A perda mais sentida foi a do meio-campista, que chegou ao novo time com o status de grande revelação do Goiás, conseguiu emplacar uma sequência de cinco partidas consecutivas, entre titular e reserva, mas não impressionou.

Situação parecida com a de Dudu. Contratado a peso de ouro em um chapéu histórico dado pelo Palmeiras em cima de Corinthians e São Paulo, o jogador de mais de R$ 18 milhões ainda não mostrou um futebol que justifique tamanho investimento. Mais do que isso, tem dado mostras de que não é um atleta que aguentará as críticas calado e já reclamou até das vaias da torcida.

Para o protagonismo do clássico, resta a briga entre os presidentes das respectivas agremiações. Nessa batalha nos bastidores, ao menos por enquanto, Paulo Nobre tem levado a melhor em cima de Carlos Miguel Aidar após o ápice da briga.
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X SÃO PAULO

Data: 25 de março de 2015, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e João Edilson de Andrade

PALMEIRAS: Fernando Pras; Lucas, Tobio, Vitor Hugo e Zé Roberto; Arouca e Gabriel; Dudu, Rafael Marques e Robinho; Cristaldo
Técnico: Oswaldo de Oliveira

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Lucão, Tolói e Carlinhos; Denilson, Hudson, Ganso e Michel Bastos; Pato e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*