Protagonista, Rogério Ceni fez de tudo nos clássicos disputados em 2015

Capitão são-paulino, Rogério Ceni acostumou-se a ser protagonista da equipe dentro e fora dos campos. E, nos clássicos realizados em 2015, o camisa 1 apareceu para o bem e para o mal na meta tricolor. Marcou gols, levou frangos, perdeu pênalti, praticou grandes defesas. Neste domingo, ele volta ao palco do seu pior momento na temporada, que foi a derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, quando falhou no gol de cobertura marcado por Robinho quase do meio de campo.

O GloboEsporte.com mostra abaixo os cinco momentos marcantes do goleiro-artilheiro tricolor nos duelos contra os principais rivais na temporada até agora.

11 DE FEVEREIRO – SÃO PAULO 0 X 0 SANTOS

Sem dúvida, foi uma das melhores atuações do camisa 1 na temporada. Depois de um primeiro tempo equilibrado, o Peixe promoveu um verdadeiro bombardeiro à meta são-paulina na etapa complementar, mas não conseguiu vencer a disputa com Ceni, que esteve perfeito. Aos 33 minutos do segundo tempo, ele fez o impossível e fez duas grandes defesas no mesmo lance, em arremates de Marquinhos Gabriel e Renato. Saiu de campo como herói e aplaudido.

18 DE FEVEREIRO – CORINTHIANS 2 X 0 SÃO PAULO

Uma semana depois de brilhar na Vila Belmiro, Rogério Ceni enfrentou o Corinthians, no duelo que marcava a estreia das equipes na Taça Libertadores da América. E o capitão não conseguiu salvar o São Paulo da derrota por 2 a 0 diante de um rival que dominou a partida do início ao fim. Dessa vez, o camisa 1 falhou no segundo gol alvinegro marcado por Jadson, já que o chute do camisa 10 era defensável e passou por baixo do seu corpo.

8 DE MARÇO – SÃO PAULO 0 X 1 CORINTHIANS

Após o confronto válido pelo torneio continental, Tricolor e Timão se cruzaram novamente pela fase de classificação do Campeonato Paulista. O Corinthians vencia a partida por 1 a 0, gol marcado por Danilo, em belo chute de fora da área, quando o São Paulo teve a chance do empate aos 10 minutos do segundo tempo em pênalti cometido por Gil. Na cobrança, Rogério Ceni bateu  no meio do gol, Cássio defendeu com a perna e a bola ainda bateu no travessão.

25 DE MARÇO – PALMEIRAS 3 X 0 SÃO PAULO

Essa partida, sem dúvida, foi a pior do São Paulo na temporada. Um time perdido do começo ao fim, dois jogadores expulsos, um técnico apático no banco. A derrocada começou justamente com a falha de sua principal peça. Em recuo de bola de Edson Silva, Rogério Ceni errou na reposição de bola. Robinho percebeu que o goleiro estava adiantado e, do meio-campo, arriscou o chute que acertou o ângulo do camisa 1, que ainda errou o tempo de bola na hora de defender.

3 DE JUNHO – SÃO PAULO 3 X 2 SANTOS

Esse confronto foi o maior exemplo de como as coisas mudam muito rápido dentro de uma partida. Tricolor e Peixe empatavam por 1 a 1, quando Rogério Ceni, em chute cruzado de Ricardo Oliveira, engoliu um frango. O São Paulo não desistiu, buscou o empate com Paulo Miranda de cabeça e teve a chance da vitória aos 38 do 2º tempo, quando Daniel Guedes derrubou Carlinhos na área. Ceni, que era o vilão, bateu, fez o gol e virou herói da vitória.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.