Praticamente garantido na equipe, Ademilson tenta diminuir pressão

Ademilson já saiu na frente de Willian José e Rafinha para ocupar a vaga de Osvaldo, machucado, e virou nome praticamente certo notime que enfrenta o Figueirense, no domingo, devido à provável ausência de Luis Fabiano por lesão muscular. Mas o atacante de 18 anos tenta diminuir a pressão sobre si.

“Se eu for escolhido vou encarar da melhor maneira possível, vou procurar agarrar essaoportunidade. Não tenho que jogar a pressão em cima de mim. Eu me esforçarei ao máximo para ajudar o time”, prometeu o camisa 29, que treinou nesta sexta-feira ao lado de Willian José no ataque.

Mesmo se Luis Fabiano tiver condições de jogo, Ademilson deve iniciar a partida em Santa Catarina, até porque faltam opções no setor, prejudicado até o próximo mês com a participação de Lucas na Seleção Brasileira que disputa as Olimpíadas de Londres – e Osvaldo deve demorar a ser liberado pelos médicos.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Ney Franco comandou Willian José e Ademilson na Seleção e, no domingo, deve usar, ao menos, o mais novo

“Só vou definir amanhã (sábado) se o Luis Fabiano vai jogar, mas com o Ademilson sei que tenho uma real possibilidade de movimentação no ataque. Ele sabe jogar tanto na área como dando opção pelas laterais”, afirmou Ney Franco, ainda tentando manter a possibilidade de Willian José ser titular mesmo com Luis Fabiano em campo.

 

De qualquer forma, o treinador conhece bem ambos. No ano passado, comandou Willian José tanto na conquista do Sul-americano quanto do Mundial sub-20. Nesta temporada, convocou Ademilson seguidas vezes para a Seleção Brasileira da categoria. E estes últimos chamados podem servir como vantagem para o camisa 29.

“Não é só na Seleção, mas tenho treinado bem aqui e ele tem visto isso. Por ele me conhecer há mais tempo, posso ter essa vantagem diante dos outros também”, disse Ademilson, que já jogou mais ‘solto’ com Ney Franco. “Lá na Seleção, jogava o Bruno Mendes (do Guarani) mais centralizado. Eu buscava a bola para fazer tabela com ele e também marcava os meus gols.”

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*