‘Perto do fim’ e de completar 22 anos no clube, Ceni lidera o São Paulo

Diferentemente do ano passado, desta vez o destino não quis que Rogério Ceni completasse seu aniversário de clube com festa no Morumbi. O momento no Brasileiro é outro e a data não é nesta quarta, mas na sexta-feira, dia 7 de setembro.

Em 2011, o Tricolor bateu o Atlético-MG por 2 a 1, dormiu na liderança e foi o milésimo jogo da carreira. Não terminou a rodada na ponta, pois o Corinthians venceu. Foram mais de 60 mil pessoas no Morumbi, público que não será visto nesta noite, às 22h, ante o Inter.

Prestes a fazer 22 anos de sua chegada ao São Paulo, na época com 17 anos (hoje tem 39), o camisa 1 hoje está na história. Com títulos, é o maior ídolo do clube, mas sabe que está perto da hora de dizer adeus.

– É sempre especial. A longevidade de uma carreira, quando é vitoriosa, com tanto tempo em um clube como o São Paulo, é para comemorar. Mas também lamentar, porque é o sinal de que o fim está chegando (risos). É como um funcionário em uma empresa consolidada e conhecida no mundo inteiro. É sinal de orgulho para o funcionário – disse o goleiro, ao LANCENET!.

O momento de decisão agora é outro. O São Paulo luta para se aproximar dos líderes. Com quatro pontos a menos do que o Vasco, último do G4, não conseguirá ficar entre os clubes classificados para a Libertadores do ano que vem mesmo que vença e veja os rivais tropeçarem. A alegria do capitão, em caso de vitória, será continuar vivo na competição.

Para os torcedores, mais uma oportunidade de ver o ídolo, a quem apelidaram de M1TO pelas seguidas glórias, sorrir e deixar viva a esperança de que este não seja o último aniversário de clube dele:

– Não tenho meta ou prioridade. Minha decisão vai de acordo como estou me sentindo, da maneira como penso a vida e será passada para vocês (jornalistas) mais adiante. Não tomei esta decisão, que vai do clube também, mas não depende dos resultados. Não está condicionado a ser campeão da Sul-Americana, do Brasileiro ou ir para a Libertadores. Não vou desistir ou continuar por isso.

As diferenças entre 2011 e 2012
2011 2012
Milésimo jogo
No dia 7 de setembro do ano passado, Rogério entrou em campo pela milésima vez com a camisa do São Paulo, justamente na data em que completou 21 anos de clube. O Tricolor enfrentou e venceu o Atlético-MG por 2 a 1, com direito a um público de mais de 60 mil pessoas, em uma grande festa no Morumbi. Os gols foram marcados por Lucas e Dagoberto.Briga na ponta
O momento era bom um ano atrás. Além das comemorações para Ceni, a equipe chegou a dormir na liderança naquele dia. No entanto, o Corinthians venceu no dia seguinte e assumiu a ponta. Tricolor terminou o Brasileirão fora do G4.

Primeiro semestre histórico
Além do milésimo jogos, o ano de Ceni foi inesquecível pelo centésimo gol. Contra o Corinthians, em 27 de março, na Arena Barueri, o goleiro se consagrou. Feito que virou até filme.

Contrato perto do fim
Rogério Ceni tem contrato com o São Paulo apenas até o fim desta temporada. O ídolo da torcida vai decidir mais perto do encerramento do ano se deseja continuar sua carreira ou parar. Hoje com 39 anos, ele completará 40 em janeiro do ano que vem. A definição de um novo vínculo, ou não, só deve acontecer entre novembro e dezembro.Distante da ponta
O São Paulo não consegue entrar no G4. A equipe já teve algumas chances, mas não aproveitou. Agora a distância é de quatro pontos. Para o líder Atlético-MG, o cenário é pior já que a diferença é de dez pontos e o Galo tem um jogo a menos.

Primeiro semestre em branco
Durante a pré-temporada, Rogério Ceni sofreu uma lesão no ombro direito e teve de operar. O goleiro são-paulino só foi conseguir voltar a jogar no fim do mês de julho.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*