Pelé assina e fará Copa no Morumbi com Bell Marques, Fatboy Slim e outros

Pelé e a agência Front360, que promove a iniciativa, assinaram na manhã do último sábado o contrato que permitirá uso de imagem e nome do ex-jogador na série de até 18 eventos da Copa do Mundo no estádio do Morumbi, durante a competição. A iniciativa terá transmissão de partidas em telão e shows de atrações badaladas como Bell Marques, Só Pra Contrariar, Revelação e Fatboy Slim.

A presença de Pelé na Copa do Mundo do Morumbi, cujo projeto será chamado Casa Pelé do Futebol, não entra em conflito com o direito de exclusividade de exploração de imagem que o Santos tem sobre seu ex-jogador, ídolo eterno do clube. Pelé não firmou acordo com o São Paulo, mas sim com a Front360, que alugará o Morumbi durante a Copa do Mundo. A parceria com o Rei era negociada há cerca de um mês e foi fechada agora.
O São Paulo receberá, pela série de eventos, um valor em aluguel e uma taxa sobre os patrocinadores que a agência conseguir para a Casa Pelé do Futebol. Este montante ainda não pode ser calculado porque irá variar de acordo com o desempenho do Brasil na competição. Se o time de Luiz Felipe Scolari cair nas oitavas, por exemplo, serão apenas 11 dias de atrações no Morumbi. Se chegar à final, serão 18 eventos.
A programação é anunciar o projeto e a parceria com Pelé em entrevista coletiva nesta quinta-feira, no restaurante Villa di Phoenix, no estádio do Morumbi, pela Front360.
No dia 12 de junho, data da abertura da Copa no Itaquerão, entre Brasil e Croácia, o grupo Revelação abre os eventos no Morumbi. No dia 17, data do jogo contra o México, apresenta-se no Morumbi o inglês Fatboy Slim e o brasileiro Bell Marques, ex-vocalista do Chiclete com Banana. No dia 23, do jogo entre Brasil e Camarões, toca a dupla europeia Dimitri Vegas & Like Mike. O grupo Só Pra Contrariar já está fechado para tocar no dia 28, durante as oitavas de final. Atração mais badalada de todas, o sueco Avicii, que fará o encerramento da Copa no Maracanã, negocia para tocar também no Morumbi na data da final.
O fato do Morumbi não ser um espaço Fifa não impedirá a transmissão dos jogos da Copa do Mundo porque a Ambev, patrocinadora da competição com Brahma e Budweiser, detém o direito de transmissão em eventos comerciais – como no caso do Morumbi, onde será cobrado ingresso. O planejamento do São Paulo e da Front360 é fazer de 11 a 18 dias de eventos, dependendo do desempenho da seleção brasileira no torneio.
Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*