Palmeiras vai à CBF para barrar Paulo César de Oliveira

O Palmeiras se revoltou com a escalação do árbitro Paulo César de Oliveira para o clássico contra o São Paulo, no sábado, no Estádio do Morumbi, às 16h, pelo Campeonato Brasileiro. A notícia foi dada na última terça-feira, antes da vitória do time por 3 a 1 diante do Millonarios, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

O clube prometeu ir até à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para reclamar e tentar fazer a troca do homem que comandará o clássico. “A indicação de Paulo César de Oliveira é um acinte ao bom senso. O sujeito entrará em campo extremamente pressionado. Ele não é mal intencionado. É fraco. Só que sua fraqueza sempre prejudica o Palmeiras. Não aceitaremos passivamente sua indicação”, disse o diretor jurídico do Palmeiras, Piraci de Oliveira.

“Não existe veto de árbitro. O que se pode fazer é apelar ao bom senso de quem escolhe os sorteios. Paulo César de Oliveira foi um equívico”, completou ele.

A indignação foi tão grande que Piraci publicou em seu blog um texto de repúdio lembrando a expulsão do zagueiro Danilo no clássico disputado contra o Corinthians, na semifinal do Campeonato Paulista do ano passado. Na ocasião, Liedson, que também entrou com maldade na opinião do palmeirense, não foi retirado do jogo. Ele ainda lembrou no seu Twitter o gol de mão de Adriano, no jogo contra o São Paulo, anos antes, também pelo Estadual.

Neste ano, a CBF não puniu nenhum árbitro neste Campeonato Brasileiro e nem vetou nenhum de participar de sorteio. A única exceção fica por conta de Emerson Augusto de Carvalho, auxiliar que errou um lance de gol do Santos contra o Corinthians que teve três impedimentos, segundo a transmissão daRede Globo.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*