Opinião de são-paulino: Mogi Mirim 1 x 0 São Paulo

Amigo são-paulino, leitor do Tricolor na Web, aqui o espaço é seu. Use-o para falar o que achou da derrota do São Paulo para o Mogi Mirim nesta tarde de domingo, em Mogi Mirim.

19 comentários em “Opinião de são-paulino: Mogi Mirim 1 x 0 São Paulo

  1. Mais um jogo que prova que o Ney Franco escala os melhores. Já apontei isso aqui em várias outras oportunidades. Hoje, até o pessoal da Globo percebeu..

    Acho que não vamos ver mais ninguém aqui indignado pela condição de reserva do Cañete. O cara parece não se incomodar com a situação de reserva, parece meio acomodado, parece o Adriano… O Ney não devia levar ele nem para o banco nos jogos importantes. O João Schmidt provou merecer mais.

    Alguns atletas tiveram hoje provavelmente a última chance. Daqui para frente, não haverá jogos inúteis. São decisões (sul-americana, recopa e paulista) ou jogos valendo pontos importantes no Brasileirão. Esses atletas vão depender de muitas contusões e suspensões para jogar. É hora de o Juvenal dispensar alguns e emprestar outros, para economizar, e já ir planejando a contratações.

  2. Esse time de hoje mostrou que tivemos sorte nos jogos antes da classificação, o elenco do São Paulo é muito fraco ao contrario do que dizem alguns comentaristas puxa-saco (só pra ter jogadores em seus programas de tv). Talvez seja hora do Sr. JJ pensar seriamente em reformular esse elenco ao invéz de ficar chocando o dinheiro da venda de Lucas.

    • O elenco tem deficiências, sobretudo no ataque, mas não é dos mais fracos. Por conta de contusões e suspensões o time jogou com alguns atletas que não são nem reservas no time principal. O time reserva mesmo venceu vários jogos.

  3. Hoje todos estes jogadores mostraram o porque de serem reservas , e também não mostram a minima vontade em brigar pela titularidade da equipe , muitos destes jogadores estão conformados por serem reservas ,e não mostram um pingo de vontade e transpiração quando ganham chance.

  4. Mais uma vez ficou provado que temos um time reserva muito fraco.

    Wallyson até agora não fez nada com a camisa do São Paulo.

    Cortes e Canete foram bizarros mais uma vez.

    Ademilson outra peça nula em campo.

    Ainda bem agora é força máxima em todos os jogos daqui por diante.

    Chega de time reserva.

  5. Como eu disse anteriormente, o São Paulo perder foi até bom em termos de tabela, mas o que não dá para aceitar é que o gol adversário saia de uma lambança de três jogadores (Denis, Rodolpho e Fabrício), cotadíssimos (pelo menos por ele e seus respectivos empresários/esposas) para serem titulares.

    • Regis, discordo quanto à falha do Rodolfo na jogada. Lambança do Denis, que vive se achando um RC para sair tocando a bola pelo meio (não é o primeiro gol que tomamos desta mesma forma) e do Fabrício que deveria continuar em tratamento até o final de seu contrato. . .

      • Paulo, entrou o Rodolpho porque os nossos zagueiros, sem exceção, não sabem sair jogando. Ao menor sinal de aperto, bola no goleiro ou chutão. Para piorar, nessa, o Rodolpho foi lento e permitiu a aproximação do atacante deles, não dando mais nem para o chutão pra frente. Nem os zagueiros da porcada são tão limitados assim.

      • Não vejo culpa do Denis no gol. O time já tomou vários gols como esse desde a chegada do Ney Franco. Está claro que ele prefere a saída de bola trabalhada ao chutão para frente. Repare que o time sempre toca a bola pata trás no jogador livre quando sofre pressão na saída. Gosto desse tipo de jogo. Mas isso dá errado quando algum cabeça de bagre não entende ou não tem a tranquilidade para executar. Aquela bola deveria ter sido passada para o Dênis, que era a opção segura e decidiria entre novo passe e o chutão. Foi o que fizeram, por exemplo, embora mal feito, no jogo contra o Corinthians.

        • Para mim, o Denis tem culpa sim. Passou a bola para jogador marcado e de costas para a marcação. Isso é fundamento básico para goleiros em escolinhas de futebol: nunca tocar bola para jogador de costas para a marcação. Por isso, para mim, Fabrício errou sim, mas quem tinha visão do jogo e deveria ter noção do risco seria o Denis. Entendo que o três tiveram culpa na jogada. O maior erro, sem dúvida, foi do Fabrício.

  6. O jogo não acabou, mas acho que hoje Canete, Fabrício e Cortez definitivamente fecharam seus respectivos ciclos como jogadores do São Paulo, pelo menos se Ney Franco continuar como técnico do São Paulo. Ney Franco pode ter todos os defeitos, mas eles não fizeram nada por merecer sorte melhor do que serem substituídos no time reserva, tamanha falta de vontade (no caso de Fabrício temos que considerar que Denis colaborou bastante para ele falhar no lance do gol). O time mudou completamente sem eles em campo.

  7. A grande verdade do jogo do São Paulo é que se ele ganhar ou empatar, desde que a Ponte não ganhe, ele coloca no Mogi no lado da chave que terá Palmeiras e Corinthians e traz o Santos para o lado da chave do São Paulo. Novamente, SE a Ponte não vencer, não faz sentido (para não dizer que não é nada inteligente) trazer Santos e deixar Mogi do lado de lá. Num cenário de derrota do São Paulo teremos no lado da chave: São Paulo, Penapolense (ou Linense), Mogi e Botafogo. Cenário bom para se chegar à final, principalmente, para quem anda penando contra times mais fortes. Em caso de vitória da Ponte, entra ela e sai Mogi.

    • Acho que voce esta’ enganado quanto ao lado da chave. Li agora ha pouco que se o Sao Paulo ganhar da Penapolense, vai jogar contra o vencedor de Ponte e Galinhas em jogo unico.
      O que faz sentido, pois o Mogi como vice vira cabeca da outra chave do mata-mata. Nunca poderiamos ter nas semis um possivel confronto entre o primeiro o vice. Se bem que nesse campeonato sem pe e cabeca nada me surpreende.

  8. Paulo, comentário nada a ver com o jogo, mas muito importante. Essa nossa fornecedora de material esportivo é muito fraquinha mesmo. Procurei a camisa azul celeste que o Rogério Ceni jogou na quarta e não tinha em lugar algum.
    O material disponível deles é bem limitado. Resume-se aos uniformes 1 e 2 do time e ao uniforme de goleiro e algumas poucas peças alternativas e de gosto duvidoso para mulheres e bebês. Fui até ao estádio hoje e o mesmo problema. Não tem a camisa e não tem previsão de chegada. Aliás, um total desabastecimento de itens do São Paulo tanto na loja da Penalty (uma vergonha de loja, parece mais uma loja falida) e até mesmo na São Paulo Mania, onde falta de tudo e os artigos existentes são também de gosto duvidoso. Não temos itens tradicionais e variedades como, por exemplo, flamulas, faixas, cachecóis, gorros, chinelos, bandeiras, entre outros. Muitos desses itens nem precisam dar lucro para serem vendidos, podendo muito bem ser vendidos a preço de custo, apenas com o objetivo de alavancar a venda de outros itens de maior margem e para expor a marca do clube ao mercado consumidor.
    Falo isso porque já fui em várias lojas de times pelo Brasil e mundo afora (confesso que esse é um dos meus passeios favoritos em viagens a lazer) e estamos abaixo até mesmo de clubes brasileiros de menor expressão que a gente, quando deveríamos estar tentando nos aproximar das lojas de um Barcelona, de um Real, de um Manchester entre outros. Até a loja do time do Red Bull de New Jersey está mais bem equipada que a do São Paulo.
    Onde está o clube diferenciado? Onde está nosso departamento de marketing?

    • Régis, vou visitar a loja na terça-feira, quando irei ao clube, e vou fazer matéria no Tricolor na Web utilizando seus relatos e o que eu observar. AGradeço o desabafo, que servirá de alerta à Penalty.

      • Paulo, alguns amigos que foram comigo acharam que o desabastecimento de itens estaria relacionado a má campanha do time este ano ou o fato da Penalty estar só há 4 meses no clube.
        Não concordei com relação à má campanha. Como exemplo, no ano passado em viagens a trabalho aproveitei e vistei duas lojas que ainda não conhecia: em Curitiba a do Patético-PR (não sei agora ela está fechada com a reforma do estádio) e em Londres a loja do Arsenal na entrada do Emirates. Dois clubes menores que o São Paulo (me desculpem os fãs da história do Arsenal), sem títulos expressivos há tempos, e mesmo assim com super lojas bem abastecidas com uma grande variedade de itens.
        Com relação à Penalty estar no clube só há 4 meses, não é desculpa, pois ela sabia que estaria com o São Paulo desde meados de outubro passado. Se bem que a falta de muitos itens nem é culpa só da Penalty, já que não se trata só de material esportivo. Aqui cabe culpa ao clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*