Oito times do Brasileiro estão com salários atrasados

Já se foram 26 rodadas do Campeonato Brasileiro. Os grupos de times que se focarão nas rodadas finais na briga pelo título, por Libertadores ou contra o rebaixamento ficam cada vez mais claros. Mas se eles não se misturam na tabela, têm um ponto, triste, em comum: atrasos de salários.

No Brasileiro, demorar para pagar seus atletas não significa necessariamente queda de rendimento. Claro, há clubes devendo salários na parte de baixo da classificação, mas também há quem sonhe com o título/disputa continental mesmo com os jogadores com muitos reais a menos do que deviam na conta.

Oito times do campeonato devem atualmente salários. Outros dois já passaram por esta situação neste ano. E 10 são os que, em 2014, mantiveram os salários em dia durante todos os nove meses já passados. Confira a situação de cada um dos 20 clubes da série A:

Clubes com salários atrasados na Série A
  • AFP Photo/Miguel Schinchariol
    São Paulo

    O São Paulo até três meses de direito de imagem para diversos jogadores do elenco, conforme apurado pelo UOL Esporte. O clube nega, afirmando que existem apenas pequenos atrasos de um ou dois jogadores por questões burocráticas. Os jogadores, porém, nunca reclamaram publicamente de atrasos.Foto: AFP Photo/Miguel Schinchariol

  • Wagner Carmo/Vipcomm
    Atlético-MG

    O Atlético-MG confirma que está com salários atrasados, mas não confirma há quanto tempo. O UOL Esporte apurou que o atraso chega há dois meses. Não há previsão de pagamento. “Temos um grupo bom, com cabeça boa, nunca teve rebelião. Claro que salário em dia é direito do trabalhador, mas dependendo de quanto tempo for isso você tolera, passa confiança para a diretoria”, disse o atacante Guilherme.Foto: Wagner Carmo/Vipcomm

  • Ricardo Nogueira/Folhapress
    Corinthians

    O Corinthians tem atrasos pontuais nos direitos de imagens e luvas. Nenhum chega a três meses, segundo o clube. De acordo com a diretoria, o atraso ocorre por problemas que vão desde fluxo de caixa a burocracias.Foto: Ricardo Nogueira/Folhapress

  • Miguel Schincariol/Getty Images
    Fluminense

    O Flu tem dois meses de salário atrasado, e alguns jogadores também sofrem com falta de pagamento do direito de imagem, de responsabilidade da Unimed. Não há data oficial para a quitação, mas o clube pretende acertar metade da dívida nos próximos dias. Os jogadores estão apreensivos, principalmente os que têm contrato encerrado no fim de 2014.Foto: Miguel Schincariol/Getty Images

  • Miguel Schincariol/Getty Images
    Santos

    A situação é preocupante e o clube corre atrás de recursos – atrasos ocorreram em cinco meses de 2014. Segundo Zinha, gerente de futebol, os jogadores “entendem o momento de dificuldade”, algo corroborado por Gabriel: “O elenco está tranquilo, temos que jogar futebol. Confiamos muito no presidente, quando puder ele vai pagar a gente. Jogamos futebol porque amamos, não pelo dinheiro.”Foto: Miguel Schincariol/Getty Images

  • AFP Photo/Evaristo Sá
    Bahia

    O Bahia tem dois meses de salários atrasados e apenas em 20 dias a situação deve estar regularizada. “Havíamos feito uma reunião há 15 dias e fechado um pacto para quatro jogos: Figueirense, Vitória, Sport e Flamengo. O objetivo foi alcançado dentro daquilo que foi solicitado. O grupo é extremamente comprometido”, afirmou Rodrigo Pastana, diretor de futebol.Foto: AFP Photo/Evaristo Sá

  • Vitor Silva/SS Press
    Botafogo

    O Botafogo saiu do Ato Trabalhista pois achava que o Proforte seria aprovado. Isso não ocorreu e o clube passou a ter 100% daa renda penhorada para pagar dívidas trabalhistas. Assim, passou a atrasar salário. São 5 meses de direitos de imagem e 2 na carteira. Os jogadores comentam o assunto abertamente. O Bota recorre a torcedores ilustres que doam dinheiro para ajudar no pagamento dos direitos.Foto: Vitor Silva/SS Press

  • Coritiba/Site oficial
    Coritiba

    O Coxa tem três meses de salários atrasados. Não há previsão de acerto, já que a diretoria não se manifesta sobre o assunto. Jogadores inclusive entraram com uma faixa no clássico contra o Atlético-PR, no último sábado, com a seguinte frase: “Torcedor coxa-branca: você é nossa única motivação – 3 meses com salários atrasados e promessas do Presidente em vão. Lutaremos juntos até o fim”.Foto: Coritiba/Site oficial

Clubes que atrasaram salários em 2014
  • Terceiro Tempo
    Cruzeiro

    O Cruzeiro chegou a atrasar o pagamento no início de março de 2014, por nove dias. Segundo o presidente Gilvan Tavares, o motivo foram questões burocráticas em razão do Carnaval. Para manter a situação em dia, o clube vendeu dois jogadores no ano: Vinícius Araújo (50% dos direitos econômicos por 3,5 mi de euros para o Valencia) e Wallace (5,7 mi para um grupo de investidores).Foto: Terceiro Tempo

  • Buda Mendes/Getty Images
    Grêmio

    O Grêmio conviveu com atrasos salariais entre o fim do ano passado e o início deste ano, com vencimentos de direitos de imagem beirando 4 meses sem serem quitados. Na troca de temporada, a gestão gremista estabeleceu novas bases para salários dos jogadores e reduziu drasticamente a folha de pagamento. Liberou atletas de vencimentos mais altos e assim ganhou fôlego.Foto: Buda Mendes/Getty Images

Clubes com salários em dia em todo o ano
  • Lucas Uebel/Getty Images
    Internacional

    Para se manter em dia, mesmo com uma folha de pagamento alta, o Inter contra com os sócios: são mais de 100 mil em dia que sustentam a folha do clube. “Não há nenhum tipo de atraso no Inter. Pagamos, e somos um dos poucos clubes do Brasil que faz isso, até adiantado aos jogadores e funcionários. Este tipo de informação não tem nada de verdade, nada mesmo”, disse o presidente Giovanni Luigi.Foto: Lucas Uebel/Getty Images

  • Buda Mendes/Getty Images
    Sport

    O Sport não atrasa salários há 4 anos. A diretoria explica que o segredo é trabalhar com responsabilidade fiscal. “Não tem um segredo. Trabalhamos com responsabilidade fiscal e dentro do nosso orçamento. Os jogadores do plantel recebem salários dentro de um limite razoável. O único que recebe um pouco mais que os outros é o Diego Souza”, disse o presidente João Humberto Martorelli.Foto: Buda Mendes/Getty Images

  • buda Mendes/Getty Images
    Goiás

    O Goiás não atrasou salários na temporada. “Temos muitos patrocinadores pequenos que nos ajudam, além da escolinha. Não vivemos só da renda da TV Globo. E, principalmente, o clube não faz nenhuma extravagância. Essa é a política atual do Goiás. Tanto que muitos jogadores do atual elenco vêm das categorias de base”, explicou a assessoria da presidência.Foto: buda Mendes/Getty Images

  • Cristiano Andujar/Getty Images
    Figueirense

    O clube catarinense está com o salário do plantel profissional em dia desde o começo do ano. Porém, na base, alguns problemas surgiram. Em agosto houve atraso de 20 dias.Foto: Cristiano Andujar/Getty Images

  • Heuler Andrey/Getty Images
    Atlético-PR

    Não teve atraso de salários durante toda a temporada. Tudo está em dia. “A direção do CAP faz a gestão do clube de forma responsável, buscando sempre o equilibro financeiro”, afirmoua diretoria.Foto: Heuler Andrey/Getty Images

  • Gilvan de souza/Flamengo
    Flamengo

    A diretoria do Flamengo não costuma atrasar salários ao elenco. Neste momento, não há dívidas ? lembrando que o problema está nas premiações por vitórias. Com certidões negativas de débito, a diretoria cumpre a política de pagar em dia. Esse movimento foi dado logo no início da gestão de Eduardo Bandeira de Mello. Até aqui, não há penhoras e o clube consegue honrar tais compromissos.Foto: Gilvan de souza/Flamengo

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
    Palmeiras

    Desde que chegou ao Palmeiras, o presidente Paulo Nobre não deixou atrasar salário e direito de imagem. Ele chega a pagar do próprio bolso para que atrasos não ocorram.Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

  • Friedemann Vogel/Getty Images
    Chapecoense

    A Chapecoense não atrasa salário desde 2013. “Tivemos um problema quando disputamos a Série C (2012). Porém, desde então, a gente vem pagando em dia. Não pagamos salários altos e gastamos dentro do nosso orçamento. Não contratamos um jogador que está fora daquilo que podemos arcar. Isso acaba contribuindo para jogadores acertarem com a gente”, afirma Sandro Pallaoro, presidente do clube.Foto: Friedemann Vogel/Getty Images

  • Getty Images
    Vitória

    Todos os salários em dia. “Como a maioria dos clubes, o Vitória tem fluxo de caixa previsto negativo para 2014. O que fazemos é buscar trabalhar em um orçamento, priorizando nossos atletas. Não dever é possível porque aquilo que vem sendo discutido atualmente no Brasil, inclusive pelo Bom Senso e pela Lei de Responsabilidade Fiscal, nós já fazemos há um bom tempo”, diz Carlos Falcão, presidente.Foto: Getty Images

  • Ernesto Rodrigues/Folhapress
    Criciúma

    O Criciúma não atrasa o pagamento de salários desde 2010, quando Antenor Angeloni assumiu a presidência. O superintendente de futebol, Lédio D’Altoé, explica que à época o clube devia novembro, dezembro, 13º, janeiro e fevereiro. Porém, conseguiu pagar as dívidas e desde então paga em dia. “O segredo é trabalhar dentro do orçamento. Nunca gastamos mais que arrecadamos”, diz.Foto: Ernesto Rodrigues/Folhapress

    Fonte: Uol
    Nota do PP: Muito triste estarmos nessa situação. Foi-se o tempo em que o São Paulo era exemplo de administração.

3 comentários em “Oito times do Brasileiro estão com salários atrasados

  1. A verdade nua e crua, é que a alteração verificada na legislação, que anteriormente atrelava o “passe” do atleta exclusivamente ao clube (hoje os “direitos federativos” são fatiados entre empresários, investidores, o próprio atleta e uma mínima parte ao clube) acarretaram uma transformação drástica nas receitas, com reflexos danosos à saúde dos clubes. Hoje em dia, a maior receita vem da exclusividade de transmissão cedida à Rede Globo. A situação é de penúria e o horizonte financeiro é o pior possível. A maioria dos clubes, inclusive o São Paulo, já antecipou o recebimento de sua cota junto à Globo, portanto, deve administrar 2015 sem a entrada dessa verba. Para piorar ainda mais esse cenário, o futebol vem perdendo audiência na TV, o que implicará, certamente, numa futura redução das cotas de transmissão, afinal a TV Globo também passará a faturar menos com anunciantes. No viés contrário, assistimos uma elevação na audiência das TVs por assinatura quando se refere às transmissões de jogos do exterior. Domingo, fiz uma pesquisa pessoal: ao almoçar e depois andar pelo Shopping Morumbi, contei a quantidade de crianças que estavam usando camisas de clubes do exterior e do Brasil. Os estrangeiros golearam de 11 a 2… Projetando essa constatação para um futuro próximo, podemos concluir que dentro de 10 anos, a torcida do Barça, do Bayern, do Chelsea, do PSG e outros, já deverá ser maior que a do Botafogo, por exemplo, ou mesmo do Palmeiras…O que fazer? A FIFA já acenou com a viabilidade de interferir na situação dos direitos federativos, restringindo esse direito somente aos clubes. Se isso ocorrer, podemos vislumbrar uma luz no fundo do túnel…mas continuaremos a correr o risco de esses direitos pertencerem a clubes fantasmas como o tal de Tombense…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*