No retorno ao Brasil, voo do São Paulo tem Pato “elétrico” e Centurión calmo

O São Paulo voltou mais leve de Montevidéu, no Uruguai, onde bateu o Danubio, por 2 a 1, na última quarta-feira, pela Taça Libertadores. O resultado transformou o desespero dos minutos finais em alívio com a cabeçada certeira de Centurión, aos 46 minutos do segundo tempo – Alexandre Pato fez o primeiro gol, também de cabeça, iniciando a reação. Michel Bastos deu a assistência para as duas jogadas.

Por isso, o clima foi de alegria no retorno ao Brasil. A delegação do Tricolor viajou em um voo comum, com outros passageiros. Durante o trajeto de pouco mais de duas horas, Centurión preferiu ouvir música e dormir.

Pato, por sua vez, ficou acordado e quase sempre fazendo algo. Entre autógrafos, brincadeiras e selfies, o atacante dedicou a maior parte do tempo a conversas com o fisiologista Rogério Neves.

Ele mostrou interesse em saber detalhes sobre um programa usado pelo profissional em um tablet, no qual é possível ver os músculos do corpo humano de uma forma diferente.

Pivô de polêmica com o presidente Carlos Miguel Aidar, Luis Fabiano dormiu na primeira parte do voo e depois também descontraiu com Pato. No aeroporto em Montevidéu, ele ficou a maior parte do tempo no celular.

Além de Pato, Rogério Ceni também foi requisitado para fotos e autógrafos. O goleiro vibrou muito com a vitória fundamental para a classificação no Grupo 2 da Libertadores, pois confessou que estava desesperado enquanto o placar apontava 1 a 1, resultado ruim para o time.

Com nove pontos na segunda posição da sua chave na Libertadores, o Tricolor agora se prepara para a semifinal do Paulistão contra o Santos, domingo, às 18h30, na Vila Belmiro.

Depois, o time vai encarar na quarta-feira outro clássico, dessa vez diante do Corinthians, no Morumbi, pela última rodada da fase de grupos da competição sul-americana.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*