Ney muda esquema, ‘encaixa’ Osvaldo e vê plano 2013 adiantado

O São Paulo encontrou sua formação ideal com um centroavante e dois jogadores de velocidade atuando pelas pontas. Com o trio Luis Fabiano, Lucas e Osvaldo fazendo a diferença a cada rodada no ataque, o Tricolor já chega a seis gols marcados nas últimas quatro partidas – e viu a diferença para o Grêmio, terceiro colocado no Brasileirão, cair para três pontos após a vitória são-paulina sobre o Atlético-GO. No esquema considerado por Rogério Ceni como “o melhor do mundo”, o 4-2-3-1, Ney Franco reequilibrou o Tricolor e jogadores que não rendiam o esperado passaram a ser decisivos.

O retorno de Wellington para fazer dupla com Denilson teve impacto positivo no crescimento são-paulino no segundo turno, e já são quatro jogos sem sofrer gols. Ainda assim, Ney Franco admite que só se viu obrigado a mudar o esquema tático tricolor graças à boa fase de Osvaldo – que, antes considerado substituto de Lucas, conseguiu uma vaga ao lado do camisa 7 entre os titulares. Das últimas sete rodadas, o atacante marcou gols em cinco.

– Quando cheguei ao São Paulo e comecei a trabalhar, no período de mudança de treinador, o Osvaldo começou a confirmar a visão que eu tinha antes de trabalhar com ele. De velocidade, da opção de jogar pelos cantos, finalizar bem. Começou a ter bom desempenho em treinamentos. Iríamos utilizá-lo quando o Lucas estava nas Olimpíadas, mas ele se machucou. Quando voltou, ainda assim ganhou a posição com Lucas e Luis Fabiano. Tivemos de colocar uma formação diferente e encontramos essa – explicou Ney Franco.

– O esquema tem as preferências de treinadores e jogadores, mas depende do encaixe. Para ter um esquema definido, tem que ter os jogadores com características. Não adianta jogar pelas laterais se não tiver velocidade. Quando tivemos as peças, isso fez com que mudássemos nossa forma de jogar. Fomos percebendo a característica do grupo – completou o treinador.

Com o crescimento no rendimento da equipe, o técnico admite que o planejamento para a próxima temporada começa muito adiantado. Quando assumiu o São Paulo, em julho, Ney Franco pegou um time montado por Emerson Leão e que teve de ser modificado ao longo das competições. Paulo Miranda, zagueiro, acabou se tornando titular na lateral direita, e o treinador admite que a improvisação será mantida.

– Já começo tendo feito vários testes, adiantou meu trabalho. Começamos muito adiantados, principalmente no plano tático. Temos todas as condições de entrar mais forte em todas as competições. Fica difícil falar se tivesse planejado poderíamos estar em situação melhor – disse Ney.

 

Fonte Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*