Ney Franco projeta seis pontos no Morumbi para se estabelecer no G-4

Independentemente dos jogos desta quinta-feira, o São Paulo terminará a 12ª rodada do Brasileiroem sétimo lugar, a cinco pontos do Grêmio, quarto colocado e dentro da faixa que dá vaga na Libertadores. Mas os dois próximos compromissos da equipe no torneio serão no Morumbi, contra o Flamengo, neste domingo, e o Sport, no dia 5. E as contas de Ney Franco são de seis pontos para colar de novo na parte de cima da tabela.

“Com duas vitórias em casa, se não der para ficarmos em quarto, ficaremos em quinto. E aos poucos, a cada rodada, ajustamos a equipe”, comentou o treinador depois da frustrante derrota para o então último colocado Atlético-GO nessa quarta-feira. A previsão inicial do chefe era chegar bem diante da torcida, conquistando os três pontos em Goiânia, como já havia feito na casa do Figueirense no último domingo.

“A cada dia, implantamos na cabeça dos jogadores que, nestes dois jogos em casa, precisamos de competência para conquistarmos seis pontos. Serão jogos difíceis, mas temos que encontrar uma regularidade”, apontou o comandante, ressaltando que a oscilação pode atrapalhar o time na busca do que a diretoria julga ser obrigação: a classificação para a Libertadores.

Rubens Chiri/Site Oficial SPFC

O São Paulo de Rafael Toloi precisa minimizar o tropeço diante do Atlético-GO para se aproximar do G-4

“Sem regularidade, estaremos propensos a disputar o campeonato em uma zona intermediária. Não é o que queremos. Queremos estar lá na frente”, disse, elogiando seu elenco. “A equipe que quer trabalhar entre os quatro primeiros colocados não pode ter essa oscilação. Procuramos equilíbrio. Temos potencial para conseguir cinco, seis vitórias seguidas.”

 

Para provar esse potencial aos atletas, o técnico os reuniu para uma rápida conversa nos vestiários do Serra Dourada após a derrota dessa quarta-feira. “Conversei com os jogadores no final do jogo. O primeiro pedido básico é recuperação em todas as partes: física e, principalmente, emocional, que já começamos a fazer no vestiário. Precisamos estar fortes contra o Flamengo, com condições de vencer”, afirmou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*