Muricy elogia time, mas não se ilude com diminuição da diferença

O técnico Muricy Ramalho elogiou a atuação do São Paulo na vitória por 3 a 0 sobre o Goiás, nesta segunda-feira, no Morumbi, pela 31ª rodada Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o Tricolor na vice-liderança, a cinco pontos do líder Cruzeiro (61 a 56) faltando sete rodadas para o fim da competição. Apesar da aproximação, o treinador não se empolga.

– A vantagem é toda do Cruzeiro. Assim que se ganha esse campeonato, analisando jogos fora e dentro de casa, quem está mais próximo. A dificuldade nossa é bem maior. Mas é uma vantagem que tem seus motivos. Eles têm um time formado há um tempo. Nós estamos formando durante a competição, achando a maneira de jogar trocando jogadores. Para ganhar título tem de melhorar algumas coisas, mas no futebol tudo pode acontecer. Vamos lutar até o final.

Sobre o desempenho do time, Muricy diz que a pressão exercida no início, que resultou em dois gols, é fruto do respeito que seu time teve pelo adversário.

– Entramos muito ligados. Conversamos no CT antes do jogo. Tínhamos de respeitar o Goiás, mas de cara pressionar. Os jogadores realmente compraram a ideia. E nosso time quando está descansado é forte para marcar pressão.

Veja abaixo tudo que o treinador são-paulino falou na coletiva.

Chegada de Michel Bastos
– Exageramos um pouquinho há um tempo atrás, e aí o orçamento vai embora. Ficamos com quase 10 jogadores sem utilizar. Por isso, contratamos mais pontualmente neste ano. Tivemos uma experiência ruim no ano passado porque o ambiente não era bom (crise de relacionamento no elenco). Agora, olhamos muito com carinho o caráter das pessoas (para poder contratar).

Concentração(time chegou ao CT somente nesta segunda)
– Esse grupo é um reloginho. Não sei nem em que lugar eles ficam no hotel. Não preciso no dia a dia estar dizendo o que precisam fazer. Eles têm obrigações porque são pagos para isso. Estou vendo jogadores levarem crianças ao CT, sinal de que não ficam em casa. Temos de ter bom senso. Esse grupo é muito bom. A parte disciplinar é ótima. (Nesta segunda) todos chegaram no horário combinado, meio-dia, e almoçaram. Não esperava outra coisa. Agora vamos estar muito cansados (para enfrentar o Emelec, quinta-feira). Quarta é importante dormir (de quarta para quinta, o elenco se concentra no CT).

Luis Fabiano
– Ele sabe que aqui não adianta reclamar. A chance que ele tem de jogar é trabalhar, mostrar nos treinos, ser parceiro dos jogadores e, na hora em que entrar para jogar, dar a resposta. Ele fala com vocês (jornalistas) essa conversinha de ficar bravo. Estou há 40 anos nisso, não dá mais. Falei hoje para ele na preleção: ele tem pavio curto, os caras usam isso. O gol aliviou. O prazer do artilheiro é fazer gol.

Sequência de jogos
– Estamos recuperando quase todo mundo. Vamos ter de utilizar. Se eu não usasse esse esquema com o Kaká (não jogou nesta segunda porque estava suspenso), ele estaria estourado hoje. É uma loucura. Vou ter de revezar um pouquinho.

Jogar em uma segunda-feira
– Achei um pouco esquisito porque treinamos domingo. Mas quando entra no campo nem pensa que é segunda. Também dou parabéns à diretoria por baixar o preço dos ingressos. Essa iniciativa salvou nosso time ano passado. Às vezes, dá mais renda do que aumentando o ingresso. Agradecemos à torcida, ela faz a diferença, precisamos do apoio.

Recordes de Ceni
– Tenho camisas de alguns recordes dele. É legal estar participando. Quando ele escrever um livro, vou estar em uma folha. Começamos esse negócio juntos e estamos acabando juntos. Vamos ver se fico mais um tempinho. Quem sabe amanhã (terça) ele me dá um presente.

Alan Kardec
– Nós sempre torcemos para alguns caras, porque são do bem. Eu reparo muito na atitude dos jogadores. Quando o Luis Fabiano fez o gol, o Kardec deu um abraço nele. E ele é concorrente do Luis. É um cara do bem demais. Os caras o adoram. Ele é um dos caras que mais corre e é centroavante. É um grande caráter.

 

Fonte: Globo  Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*