Muricy diz que melhorou disciplina do São Paulo e vê Ganso evoluir

Há pouco mais de duas semanas no São Paulo, Muricy Ramalho fala naturalmente em tom de cobrança com as deficiências que vê no time e no clube e também não tem sido modesto ao apontar a própria participação ao destacar méritos desde o último dia 10. Após o empate com a Universidad Católica por 1 a 1, pela Copa Sul-Americana, o técnico falou que conseguiu melhorar a parte disciplinar da equipe.

“Acho que o time todo está mas calmo. Número de cartões quando eu cheguei era muito grande e foi caindo. Isso é fundamental. Eu bato muito nisso. O cara tem que ser inteligente para jogar. Converso demais com eles. Como o time começou a jogar muito junto, mais compacto, começou a sobrar menos espaço, então o cara não chega mais atrasadonas jogadas. Luis Fabiano melhorou, ele não fala com o juiz, não está reclamando. Não conversei diretamente com ele, não precisei falar nada, mas o elenco todo sente”, afirmou Muricy Ramalho.
Desde a chegada do treinador, foram oito cartões amarelos e um vermelho. O São Paulo tem brigado pela primeira posição do ranking de mais indisciplinado do Brasileirão nos últimos tempos, em meio à crise. Após o retorno de Muricy, parte dos pedidos do técnico foi pela redução no número de cartões e suspensões.
Outro ponto levantado por Muricy Ramalho quanto à própria participação foi sobre a evolução do meia Paulo Henrique Ganso. O jogador, de fato, tem feito suas melhores atuações desde que chegou ao Morumbi, há um ano. Nessa quinta-feira fez bom jogo e deu ótima assistência para Luis Fabiano marcar o gol que abriu o placar contra os chilenos.
“Acho que ele está melhor, viu? Está participando mais, chamando a responsabilidade. Ele está jogando com o Maicon, parceiro dele de armação. Acho que aumentou muito essa participação dele. Não precisa de números, é só a gente olhar. A gente vê ele melhor. E acaba bem o jogo, acaba inteiro, conversei com ele no fim da partida e ele disse que estava bem. Ele está correndo bem. É muito legal ver o Ganso voltar a participar assim”, acrescentou Muricy.
O técnico trabalhou com Ganso no Santos, onde foi campeão da Copa Libertadores, em 2012. Publicamente, não vê problemas em cobrar o jogador que bem conhece, mas também o elogia com frequência. Em sua primeira entrevista após o retorno, deixou subentendido que montaria o São Paulo ao redor do camisa 8 – hipótese que se confirmou no primeiro treino, minutos depois e que está mantida até agora.
Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.