Muricy diz estar calmo só por não tomar mais café há um mês

Desde que teve alta hospitalar após sofrer de arritmia cardíaca, Muricy Ramalho comandou o São Paulo em quatro partidas, com três vitórias e uma só derrota. Não são os resultados, no entanto, que justificam a tranquilidade atual do treinador à beira do campo, mas sim a principal recomendação que ele recebeu depois de ter ficado internado na UTI.

“A primeira coisa que o médico me disse é que eu não podia mais tomar café. Era viciado, mesmo não fumando. Já faz um mês que não tomo café. Tomava muito, e isso é ruim para a saúde”, explicou, ao revelar ainda que vem tomando remédio para o coração e calmante, além de ter adotado rotina diferente da que seguia antes do mal-estar que o levou ao hospital, há pouco menos de um mês.

“Estou fazendo exercício todos os dias, me acalmei um pouco mais. É que quando você vai para um quartinho daqueles, cheio de fio no nariz, no peito, sem saber se é dia ou noite, você pensa que não pode mais voltar para lá. Fiquei com medo, e o medo faz com que a gente pense um pouco na vida. Por isso, estou mais calmo”, disse.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Treinador são-paulino teve arritmia cardíaca há pouco tempo e precisou ser internado às pressas na UTI

Das três vitórias conquistadas desde que voltou a trabalhar, duas foram pelo Campeonato Brasileiro, a última delas no sábado, sobre o Bahia, no Morumbi. Um resultado que deixou o São Paulo a quatro pontos do líder Cruzeiro, que vai a campo apenas neste domingo.

“Tudo pode acontecer. Os times oscilam bastante. Mas a gente sempre conversou aqui que o Cruzeiro erra pouco, porque é o melhor preparado entre todos os times, vem há dois anos só trazendo peças importantes. Esse é o segredo do time campeão”, analisou o treinador são-paulino, sem se empolgar demais.

O próximo compromisso de sua equipe será na quarta-feira, diante da Chapecoense, na quarta-feira. Até lá, mais três dias de trabalho e sem café.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*