Muricy decide nesta semana se zagueiro será dispensado pelo SP

A decisão sobre o futuro do zagueiro Roger Carvalho está nas mãos do técnico Muricy Ramalho. Com contrato apenas até o próximo dia 15, o jogador ainda não sabe se permanecerá no clube e caberá ao treinador dar a opinião final sobre o atleta. Sem atuar e com uma nova lesão na coxa esquerda, Roger atualmente faz tratamento para voltar aos campos.

O vice-presidente de futebol João Paulo de Jesus Lopes dá o relato. A avaliação da diretoria é que Roger pode servir como peça de cobertura para o setor porque tem salários baixos, semelhantes aos mais jovens do elenco. Outra análise é que a preparação física deficiente decorrente das lesões musculares faz com que o jogador esteja sempre impedido de atuar. Assim, frente à dúvida, a diretoria passou o caso para o treinador.

O São Paulo quer reforçar o setor defensivo. Por isso, tem mais resistência em dispensar um jogador do setor, mesmo que ele pouco tenha atuado – Roger Carvalho fez duas partidas partidas pelo clube, foi muito mal em uma delas e acabou perdendo espaço.

O zagueiro está emprestado pelo Tombense-MG, clube que o empresário Eduardo Uram – seu agente – usa para registrar jogadores. Contratado no fim de 2013, ele se recuperou no Reffis do CT da Barra Funda de uma grave lesão na coxa direita para voltar a jogar. Recuperado, voltou em nível inferior ao que apresentou nos últimos anos de carreira.

Antes do São Paulo, Roger Carvalho atuou por Bologna e Genoa, da Itália, e teve seu melhor momento no Figueirense, ao lado do hoje companheiro Edson Silva, até 2011.

Além de Roger e dos titulares Rodrigo Caio e Antonio Carlos, a zaga são-paulina ainda conta com Paulo Miranda, Edson Silva e Lucas Silva como opções. Rafael Toloi está emprestado à Roma (ITA) e voltará no fim de junho.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Muricy decide nesta semana se zagueiro será dispensado pelo SP

  1. Putz!
    O cara ainda tem dúvidas…
    Abram espaço para jogadores da base (não o Lucas Silva, que deveria seguir caminho com o Roger).
    Qualquer um; repito: qualquer um é melhor que esses dois.
    E o Murici ainda tem dúvidas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*