Mesmo após folga, cansaço de Alan Kardec preocupa Muricy Ramalho

Com três desfalques no setor de criação, Muricy Ramalho poderia escolher Alan Kardec para exercer o papel de armador do São Paulo contra o Atlético-MG no domingo, mas a opção está praticamente fora dos planos do treinador. Apesar de já ter usado o centroavante na função órfã de Kaká, Ganso e Michel Bastos, o técnico crê que o desgaste físico do camisa 14 impede que a estratégia seja repetida e pode até tirá-lo do jogo.

– O desgaste dele é terrível, porque é um cara de frente que volta demais. É um dos que mais corre, junto com Maicon, Ganso e Souza. Até isso você precisa olhar. Então, para fazer isso sem o cara estar preparado fisicamente, fica difícil. É uma boa ideia, mas tem que pensar na condição física. E hoje, se o cara não estiver bem fisicamente, não joga – explicou o comandante.

A condição física de Alan Kardec preocupa mesmo após o dia de folga dado por Muricy aos jogadores que foram titulares na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR na última quarta-feira. No dia seguinte ao triunfo, os 11 atletas até poderiam ter ido ao CT da Barra Funda para trabalhos regenerativos, mas preferiram acatar à liberação para passarem o dia em casa com os familiares.

– Não apareceu nenhum deles aqui. Deixei aberto se quiser dar volta no campo, ficar na piscina. Não apareceu nenhum, porque isso é loucura. O cara não vê mais a mulher, o cachorro começa a rosnar, estranha. Eu fazia muito isso no Santos também, e ajudou muito. Tem pais novos aqui, precisam desse lado. É importante a convivência com a família. A rotina é muito dura, o estresse é constante, tem trânsito, eles moram longe. É bobagem trazer o cara aqui – opinou.

Fonte: Lance

Um comentário em “Mesmo após folga, cansaço de Alan Kardec preocupa Muricy Ramalho

  1. Pode até ser que o Kardec não esteja bem fisicamente, mas a verdade maior é que ele não tem jogado nada no SP, apesar dos gols marcados. Pode ser pelo período que ele ficou parado aguardando para poder jogar, mas deveria ser o contrário: exatamente por isso, ele deveria ser o mais descansado entre os jogadores titulares. Só acho que o Murici não tem analisado o jogador apenas pelo lado de produção: a afinidade e amizade entre eles tem pesado na análise. Ele tem substituído o Pato em todos jogos quando, na verdade, quem deveria estar saindo é o Kardec que tem jogado muito menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*