Lento e 19 anos mais velho: Dorival abre mão de estilo para salvar o São Paulo

Na tentativa de manter o São Paulo na primeira divisão do Campeonato Brasileiro, Dorival Júnior tem aberto mão de preferências. Conhecido por investir em jovens e velocidade, o técnico fez duas alterações na rodada passada que deixaram a equipe mais lenta e 19 anos mais velha.

Essas mudanças serão mantidas para o clássico deste sábado, contra o Santos, justamente o rival onde ele, Dorival, fincou suas características com formações marcantes.

Entre a derrota para o Fluminense e a vitória sobre o Flamengo, saíram o lateral-esquerdo Júnior Tavares, de 21 anos, e o meia Lucas Fernandes, de 20, ambos promovidos das categorias de base. Entraram Edimar, 31 anos, e Jucilei, 29, contratados no primeiro semestre.

No time de Dorival Júnior, Lucas Fernandes (à esq.) saiu, e Jucilei (centro) entrou (Foto: Marcelo Hazan)

No time de Dorival Júnior, Lucas Fernandes (à esq.) saiu, e Jucilei (centro) entrou (Foto: Marcelo Hazan)

Ações emergenciais para tentar evitar a repetição de erros e pôr fim à oscilação que impede o São Paulo de vencer duas partidas consecutivas. O jogo contra o Fluminense virou antiexemplo, traduz exatamente o que não deve ser feito. Nele, Júnior Tavares cometeu pênalti inexplicável ao colocar a mão na bola, e Lucas Fernandes saiu no intervalo, depois de, novamente, não conseguir produzir.

Fosse janeiro, ou estivesse a equipe numa situação mais confortável, Dorival provavelmente insistiria na dupla, em quem reconhece talento. Mas precisando ganhar 10 pontos nas oito rodadas seguintes para afastar qualquer risco de rebaixamento, a solução foi escalar Edimar, um lateral de poucos recursos ofensivos, mas que oferece mais segurança, e Jucilei, experiente e acostumado a momentos decisivos, e também responsável por encorpar o meio-campo.

Embora o talento de Hernanes e Cueva permita a eles fazerem o time andar, não se trata exatamente de jogadores de velocidade. O único titular de maior leveza é Marcos Guilherme, que, na vitória do domingo passado, dedicou-se mais à marcação do lado direito de ataque do Flamengo do que propriamente a lances ofensivos. Foi importantíssimo.

Não é à toa que o São Paulo mostra interesse em Carlos Eduardo, atacante do Goiás. Caso permaneça em 2018, Dorival Júnior terá mais tempo para preparar um time que tenha mais a sua cara. Mais jovem e mais veloz. Por enquanto, a meta é apenas permanecer na Série A.

Veja as informações do São Paulo para enfrentar o Santos:

Local: Pacaembu, em São Paulo
Data e horário: sábado, às 17h (de Brasília)
Provável escalação: Sidão, Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei; Petros, Hernanes, Cueva e Marcos Guilherme; Lucas Pratto
Desfalques: Wellington Nem e Morato (cirurgias no joelho direito, só voltam em 2018), Bruno (lesão nas costas) e Brenner (defende a seleção brasileira no mundial sub-17)
Pendurados: Sidão, Rodrigo Caio, Petros, Hernanes, Lucas Pratto, Renan Ribeiro, Bruno, Lugano, Jonatan Gómez e Lucas Fernandes
Arbitragem: Anderson Daronco (Fifa-RS), auxiliado por Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Transmissão: Premiere e PFCI (com Milton Leite e Willian Machado)

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Lento e 19 anos mais velho: Dorival abre mão de estilo para salvar o São Paulo

  1. Cálculo burro. E muito burro. Dois jogadores não deixam a equipe 19 anos mais velha. É preciso fazer a média.
    Na média sobe bem BEM menos…. Coisa de dois anos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*