Leco explica aposta nos esportes Olímpicos em meio a seca no futebol

Presidente do São Paulo desde 2015 e reeleito para um segundo mandato em 2017, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, tem sofrido com críticas quanto a gestão do futebol e a falta de grandes conquistas. Porém, recentemente, o dirigente tem voltado suas atenções para além das quatro linhas, firmando projetos e parcerias para as equipes de basquete e de vôlei do Tricolor.

Leco, no entanto, tem adotado a estratégia de enfatizar a diferença entre a gestão do futebol e dos esportes Olímpicos. Durante a apresentação da equipe de vôlei feminino, que será comandada por José Roberto Guimarães e terá parceria com a cidade de Barueri, o presidente apontou as diferenças e pregou ter ambos os lados fortes e buscando títulos.

“São compartimentos diferentes. O futebol masculino do São Paulo, viu um grande esforço de todos nós no sentido de dotar o time dos melhores valores. Eu posso citar que do fim do ano para cá nós contratamos o Pablo, o Hernanes, o Pato, o Tchê Tchê, o Tiago Volpi, enfim, o São Paulo está fazendo esforços e investimentos para ter uma equipe forte e capaz de no futebol atender os anseios de seu torcedor e honrar as suas glórias”, disse Leco.

De acordo com o site especializado em transferências Transfermarket, o São Paulo gastou R$ 76,9 milhões em reforços para a atual temporada. Entre os investimentos estão nomes como Pablo, Hernanes, Tchê Tchê, Raniel e Alexandre Paro, alvos dos maiores valores. Apenas em atacantes, o clube desembolsou aproximadamente R$ 52 milhões, a maior marca entre os clubes brasileiros.

Fora do âmbito do futebol, o São Paulo acertou para ter times na Superliga Feminina e no Novo Basquete Brasil. No vôlei, o clube apresentou a parceria com a equipe adulta feminina de vôlei do Barueri Volleyball Club. O acordo terá duração, a princípio, de dois anos e contou com a chancela de José Roberto Guimarães, treinador tricampeão olímpico.

Depois do vice-campeonato na Liga Ouro no ano passado, o São Paulo fez investimentos importantes e apresentou um novo projeto para a disputa do NBB na temporada 2019/20. Da equipe que vestiu a camisa tricolor na última competição, apenas os alas Jones e Danilo e o armador Igor foram mantidos. Dentre os reforços, destacam-se o armador Desmond Holloway e o ala Shamell, ambos estadunidenses.

“Os esportes olímpicos não podem ser ignorados. O voleibol feminino do Brasil é extraordinário, é bicampeão olímpico, o Zé Roberto sozinho é três vezes. Ele é um dos melhores do mundo do esporte, é uma figura que tem uma credibilidade indiscutível e isso nos animou a pensar em desenvolver esse projeto”, comentou o presidente.

“Nasceu também a ideia do basquete, o nosso torcedor se encantou com isso. Vai acontecer o mesmo com o vôlei, com o futebol feminino, enfim, o São Paulo tem uma grandeza e uma magnitude capaz de acolher todas essas iniciativas e a esperança é que elas sejam vitoriosas”, finalizou o presidente Leco.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

3 comentários em “Leco explica aposta nos esportes Olímpicos em meio a seca no futebol

  1. Tem que fazer empréstimo bancário para pagar o futebol e vem com esportes olímpicos. Quanto vai custar? Isso lembra o Eurico Miranda que montou equipes em dez esportes olímpicos e não pagou ninguém.

    • Observação procedente… vai vender o almoço para comprar a janta. Só para lembrar, o time de basquete jogou a Liga Ouro inteirinha com ZERO de patrocínio. Legal, né?

  2. Falta ainda, um time de curling e outro de patinacao no gelo,
    seu otario.
    Nos transpiramos futebol, somos amantes do futebol competitivo,
    e nao desse timeko que leku & cia,
    transformaram nossos sonhos.
    Nosso poder era ganhar uma final de LIBERTADORES,
    de 4 a 0,
    e nao de um time da Z4, seu incompetente.
    Respeite nossas tradicoes, seu demolidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.