Leão questiona Ney Franco após polêmica: “Tinha que resolver lá”

“Quando não estou trabalhando no futebol, estou o observando”. Foi assim que o técnico Emerson Leão começou o contato telefônico com a GE.Net nesta terça-feira. A última observação do treinador foi a polêmica entre Ney Franco, demitido do São Paulo mês passado, e o goleiro Rogério Ceni.

Após ser criticado pelo camisa 1, Ney Franco revelou que, durante a sua passagem pelo Tricolor, não teve em Ceni o “capitão que precisava”. No entanto, Leão, que conhece bem os bastidores do Morumbi, garantiu que nunca teve problemas de relacionamento com o capitão.

“Fiquei surpreso. Isso nunca aconteceu comigo. E, se tivesse acontecido, iria resolver na hora. É uma questão de hierarquia e respeito, então teria que chamar pra conversar enquanto estava lá. É uma coisa muito perigosa”, analisou Leão, descartando personalidade forte de Ceni: “Cada um tem a sua”.

Divulgação/São Paulo FC

De acordo com Leão, Rogério Ceni nunca causou problemas durante suas passagens pelo clube

Porém, Leão confirmou influência do ídolo são-paulino. “Ele tá lá há muito tempo, então exerce uma influência. Agora, tem que ver se ela é positiva ou negativa. Comigo não aconteceu nada”, reforçou, antes de mudar a voz para voltar a criticar o presidente Juvenal Juvêncio, seu desafeto.

 

No meio de 2012, Leão, eliminado do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil daquele ano, acabou sendo demitido do comando técnico. “O presidente quis interferir (no time), e eu não aceitei. Logo depois ele me mandou embora”, justificou o comandante, pedindo mudança na presidência do São Paulo.

Para Leão, Juvenal Juvêncio é o maior culpado pela crise no clube. “Todos os veículos de comunicação, torcedores, conselheiros e dirigentes falam a mesma coisa. O presidente já fez maravilhas, mas hoje está velho e confundindo as coisas. Precisa se aposentar”, opinou.

Leão se vestiu de branco, preto e vermelho nos anos de 2004, 2005, 2011 e 2012. Na sua segunda passagem, na qual não contou muito com Rogério Ceni – tratando grave contusão no ombro –, foi uma espécie de ‘bombeiro’, sendo demitido do cargo no final de julho, quando estava irregular na Série A.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Leão questiona Ney Franco após polêmica: “Tinha que resolver lá”

  1. O Sr. Emerson Leão me surpreendeu desta vez, acabo de ler no blog de Vitor Birner (falso são-paulino), que Ceni não gosta de Leão, é mais um dentre muitos querendo tumultuar. Quanto ao pseudo-técnico, agora dá uma de maria lavadeira, volta prá Minas Gerais, Ney “Fraco.”

  2. Esse nota deisssss. deveria ter resolvido os problemas conforme foram aparecendo.

    Agora, quer tumultuar mais ainda, um ambiente que esta se acomodando.

    Se houve frituras foi da parte dele,

    ??????? QUEM FRITOU CANETE, WALISON, DOUGLAS, FABRICIO, CORTEZ E MUITO MAIS ATLETAS ???????

    Esse trenero fala muito e produz pouco, parece karioka.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.