Irritado com derrota, dirigente se reúne com Muricy e grupo nesta sexta

A manhã desta sexta-feira promete ser tensa no São Paulo. Ausente na quinta-feira para resolver questões importantes de sua empresa, o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, irá ao CT da Barra Funda nesta sexta para passar a limpo tudo o que aconteceu de errado na derrota por 2 a 0 para o Corinthians, na quarta-feira. Os jogadores serão cobrados, e haverá uma conversa com o técnico Muricy Ramalho.

Externamente, Ataíde tenta passar uma mensagem de tranquilidade. Em contato com a reportagem, ele classificou o tropeço do meio de semana como uma “noite infeliz”. E disse que não acredita na possibilidade de o São Paulo não avançar para a segunda fase da Taça Libertadores, mesmo estando no grupo mais equilibrado da competição, com seu maior rival, o San Lorenzo (atual campeão do torneio) e o Danubio, do Uruguai.

– Vamos nos classificar, não tenho dúvida. Não deu nada certo na quarta-feira, mas não é hora de achar que tudo não presta. Temos bons jogadores, um técnico competente. Na quarta nada deu certo. Se ficássemos mais duas horas jogando, não marcaríamos um gol – disse Ataíde.

– Ninguém gosta quando o time não dá um chute no gol, o goleiro adversário não faz uma defesa. Agora temos dois jogos em casa para buscar os seis pontos e tudo voltará ao normal. Não é hora para desespero – analisou o dirigente.

Só que, internamente, a coisa é bem diferente. Ele e o presidente Carlos Miguel Aidar ficaram muito irritados com o desempenho do time, principalmente com a postura da equipe, que se intimidou diante da pressão do Corinthians dentro do seu estádio. Alguns conselheiros próximos externaram suas opiniões, reclamando da escalação inicial do São Paulo, com Michel Bastos sendo deslocado do meio-campo para a lateral esquerda.

Ainda que timidamente, a insatisfação com o trabalho de Muricy começa a crescer dentro da cúpula tricolor. Principalmente porque todos os pedidos feitos pelo treinador foram atendidos. O último foi a chegada de Dória, o zagueiro canhoto que ele tanto insistiu. E, com oito jogos realizados, tudo que se viu foram oito escalações diferentes e duas atuações preocupantes nos jogos de maior importância, contra o Santos, pelo Paulista, e Corinthians, pela Libertadores.

Recentemente, Aidar cobrou publicamente Muricy, exigindo um título neste ano, já que a diretoria havia contratado todos os jogadores que ele havia pedido. As palavras do presidente caíram mal e iniciaram uma crise entre o dirigente e o treinador. Ataíde, no entanto, garante que Aidar estava “brincando” e já se entendeu com Muricy.

– Ele (Aidar) brincou: “Ele (Muricy) ficava criticando que não tinha elenco, então agora vamos querer um título”. Mas foi brincando. O Muricy tem algo bom: você conversa sério com ele, olho no olho. O presidente já se desculpou com ele, dizendo que quis brincar e foi mal interpretado – disse, em entrevista à rádio “Bandeirantes”.

O próximo jogo é contra o Audax, sábado, pelo Campeonato Paulista, mas o foco está todo voltado para o confronto da próxima quarta-feira, contra o Danubio, no Morumbi, novamente pelo torneio sul-americano. Uma vitória arruma a casa e recoloca o time no caminho. Já um empate ou uma derrota fará o clima azedar de vez pelos lados do CT da Barra Funda.

 

Fone: Globo Esporte

15 comentários em “Irritado com derrota, dirigente se reúne com Muricy e grupo nesta sexta

  1. Pessoal, ontem vi o jogo entre São Lourenço e Danúbio, dá para ter esperança, consegui ver apenas o primeiro tempo, jogo feio, é só pegada. Se jogarmos com vontade não tem erro, vamos classificar.

    • P E G A D A
      um item apenas, e nosso time na’o tem.
      Alias, cheguei a conclusa’o que na’o temos nada mesmo.
      Vai ser dificil reverter a forma que nosso time foi preparado para
      essa Libertadores, temos elenco, porem
      chego a conclusa’o que na’o temos trenero e comissa’o tecnica,
      tambem com bolas roxas. O time de amanha’ deveria ser o que jogara’
      na quarta, porque contra a travekada, ninguem, ninguem mesmo teve
      P E G A D A, ou mesmo jogou, esse item e’ mesmo pros pequenos, na’o e’ para medalho’es (nossos)
      que na maioria das vezes so’ amarela,
      A M A R E L A.

  2. li agora no globo esporte que o ganso pediu para nao jogar o proximo jogo.dai voce tira a conclusao sobre a responsabilidade e comprometimento do jogador,que deveria assumir papel de protagonista no time, e nao se omitir dentro e fora do campo quando as coisas ficam dificeis

    • Perfeito Edimar… não adianta esbanjar categoria contra times medianos. O craque tem que mostrar suas virtudes quando o nó aperta. O PH precisa rever seus conceitos urgentemente… caso contrário será uma eterna promessa de fora-de-série…

  3. Basta ter visto a entrevista do Souza horas antes do clássico para se ter uma ideia de como estava o espírito dos jogadores, só faltou tremer.
    Esta insegurança, a meu ver, só pode ser resultado de indefinições e falta de preparo, quando não se está preparado devidamente para uma tarefa a incógnita a frente torna-se um obstáculo quase que intransponível.
    Em qualquer esporte para adquirir auto confiança é preciso saber exatamente o que se vai fazer, treinar à exaustão (inclusive fundamentos), para que as decisões sejam automáticas, o futebol de improviso ficou no passado, hoje o futebol comporta uma ou outra jogada mais plástica e assim mesmo somente daqueles que realmente têm competência. (é fácil comparar: quem em sã consciência deixaria qualquer goleiro fazer o que RC faz, quando tem a bola nos pés? como diria um certo treinador “é trabalho (treino) meu filho”10% de inspiração 90% de transpiração).
    Perder é do jogo, principalmente o futebol com tantas variáveis, agora, sem oferecer resistência e perigo ao adversário, preocupa e muito, merece um “mea culpa” geral, a começar pelo presidente que calado, somente agindo, serviria melhor ao time.

    • O Presidente já provou que é um falastrão inoportuno. Na minha opinião sua vocação é tentar ser protagonista, no lugar dos jogadores. Se houve amarelão, parte disso se deve à cobrança feita por ele na mídia. É claro que ele deve cobrar, mas internamente. Propagar as responsabilidades em público, em termos psicológicos, costuma agir justamente ao contrário. Contudo, isso não exime todos os envolvidos da responsabilidade pelo desastre. Como alguém disse numa comunidade da net: se fosse para escolher, eu preferiria perder de goleada para outro time, que perder outra vez para a galinhada, e ainda sair do estádio, uma hora depois, com o ouvido reverberando o canto deles, de que o “freguês voltou!”

  4. acho que esta na hora do muricy separar homens dos Homens, ou seja, ou assume o seu papel no time,ou esta fora dele,porque para receber oque eles recebem,nao so financeiramente,mas em termo de estrutura tambem,e fazerem o papelao que fizeram,tem que ser cobrados mesmo,e nessas horas e que se ve quem e homem de verdade paraassumir a sua responsabilidade e mudar a sua postura,e nao fazer como o inutil do maicon ,que quando questionado sobre sua falha, se irritou e acusou falhas daqueles que a meu ver comprometeram seu rendimento se sacrificando para tentar corrigir as diversas falhas que houve por parte dele e do seu companheiro de armaçao(ganso)

  5. Na quarta-feira após o jogo achei que Muricy iria cair! Mais isso não aconteceu. Agora vendo essa noticia da diretoria…..vai por min já era caiu, quando eles vem e falam que estão com o treinador, e que tem o respaldo da diretoria e que vão renovar…..esquece, já caiu. Agora tem que ver, não dar para trazer um treinado de fora nesse momento, pois o cara tem que ter tempo para se adaptar, se não vai fazer igual o Palmeiras ano passado. Hoje só vejo dois técnicos com capacidade para assumir o SPFC, Vanderlei ou Cuca.

    Muricy olha uma dica ai para o time ideal hoje no SPFC 3-5-2
    zaga= Toloi – Edson S. (Rodigo C.) -Doria
    Volantes=Denílson- Souza
    Alas=Centurión -Michel
    Meio=Ganso
    Ataque=L.Fabiano – Pato

  6. O time amarelou mesmo, ficou o jogo inteiro tocando de lado, tem que ter culhão pra tentar o drible e ir pra cima… enquanto a bola rola tem que apoiar o time, mas agora digo que o maicon não pode mais começar jogando, ele é banco e ponto final.

  7. Tem que cobrar mesmo e no esculacho. O que esses jogadores fizeram foi inadmissível. Claramente percebe-se que tremeram na base, amarelarem, faltou vontade, raça. Que recuperem as bolas e voltem a jogar para ganhar, pq ficou feio demais, passamos vergonha.

  8. Esse resultado de ontem foi pe’ssimo para nossas cores.
    Ataide, qualquer torcedor sabe que tem muita coisa errada
    poem esse pessoal pra treinar e falar menos.

    • Foi mesmo uma derrota vergonhosissima,
      recuperamos mais um refugo por incapacidade de visa’o dessa
      comissa’o tecnica, que diz ter como lea ” ///////////////////////////////////////”
      futvolei, rachoes, festinhas e biribol.
      Contra o Audax devera jogar e aproveitar prum coletivo de luxo
      o time que devera jogar contra o Danubio, alias estamos pressionados
      pela vitoria fora do San Lorenzo, e so’ teremos dois jogos para fazer isso.
      Contra os travekos com essa postura e’ outro cacete, sr Ataide,
      na’o tenha a menor duvida, ai sera tarde demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*