Ganso prioriza São Paulo. Santos se reúne hoje por definição

Apesar da proposta salarial oferecida pelo Santos, cerca de R$ 300 mil e mais R$ 120 mil de patrocínios, e os interesses de Flamengo e Grêmio em seu futebol, o meia Paulo Henrique Ganso dá preferência ao São Paulo. Entretanto, o jogador terá que esperar um acerto entre os dirigentes são-paulinos e santistas para se transferir para o clube do Morumbi.

Para isso, o camisa 10 terá que aguardar a nova reunião do Comitê Gestor do Santos, nesta quarta-feira, para saber se há uma nova posição do clube. Assim como a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, que detém 55% dos direitos econômicos de Ganso, e o próprio jogador, a diretoria santista também pretende finalizar o caso.

Isso porque a indefinição da “novela” desperta a cobiça de outros clubes pelo meia. Em meio às propostas do São Paulo (uma de R$ 11 milhões e outra de R$ 13 milhões) por 45% dos direitos econômicos do atleta, que pertencem ao Santos, surgiram os interesses de Flamengo e Grêmio na contratação do jogador.

Com a ajuda de empresários, os dois clubes acreditam que podem pagar os R$ 23 milhões referentes aos 45%. O clube gaúcho conta com o técnico Vanderlei Luxemburgo, que chegou a ligar para Ganso recentemente para saber a possibilidade da transferência.

Já o Flamengo entrou em contato diretamente com o Santos. A presidente Patrícia Amorim fez uma ligação para Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, mandatário santista, com a intenção de iniciar as negociações pelo camisa 10. Como Santos e Flamengo se enfrentam nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, a presença de dirigentes e comissão técnica do clube carioca na Baixada Santista pode “esquentar” o negócio.

Entretanto, Flamengo e Grêmio já descobriram que Ganso ficou seduzido pelo São Paulo. A promessa dos dirigentes do Morumbi de reservar a camisa 8, que foi de Kaká, é um dos motivos que cativou o meia santista. A atitude foi interpretada pelo craque como uma demonstração de que ele será bem tratado no novo clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*