Ganso diz que mudanças não deram certo, mas considera derrota injusta

Paulo Henrique Ganso analisou a derrota do São Paulo para a Ponte Preta por dois ângulos. O camisa 10 tricolor disse na saída do gramado que as mudanças feitas no segundo tempo, para deixar o time mais ofensivo, não funcionaram. Entretanto, considera o revés por 1 a 0 injusto pelo que a equipe produziu em Campinas.

O próprio meia perdeu uma clara oportunidade de gol, a primeira do jogo, ao finalizar no travessão após saída errada da Ponte Preta. O São Paulo desperdiçou chances também com Lugano, Calleri, Rogério e Maicon, que servem de argumento para Ganso considerar o empate um resultado mais justo.

– Tive que voltar para marcar (com as alterações), mas não deu certo. Vamos deixar para o próximo. O empate seria mais justo. Tivemos chances, não fizemos. Eles fizeram – falou o camisa 10, único a atender os jornalistas na saída do gramado do Moisés Lucarelli.

A derrota para a Ponte Preta é a segunda do Tricolor no Campeonato Paulista. O São Paulo está na segunda posição do Grupo C, com dez pontos, abaixo da Ferroviária, que enfrenta o Palmeiras neste domingo. No entanto, a equipe de Edgardo Bauza tem um jogo a menos, que fará na terça, contra o Mogi Mirim, no Pacaembu.

Para essa partida, é possível que o elenco seja novamente rodado, pelo pouco tempo de recuperação física e também pelo foco do clube na Taça Libertadores da América. O São Paulo encara o River Plate no dia 10, em Buenos Aires, e precisa vencer para aumentar as chances de classificação à fase final.

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Ganso diz que mudanças não deram certo, mas considera derrota injusta

  1. Injusto é o que “craques” como ele ganham do SP. E um mês de atraso nas verbas de imagens já é motivo de greve; como se eles realmente trabalhassem alguma coisa…

  2. Vai começar o mimimi só porque tece de marcar.
    Coitado do técnico, vai cair, não por conta dos maus resultados, e sim porque vai começar sua fritura por parte dos “craques”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*