Em Chapecó, São Paulo busca troco por derrota no primeiro turno

Sem Alexandre Pato já no último fim de semana, o São Paulo agora não terá nem seu substituto, Michel Bastos, nem Luis Fabiano, segunda opção. Será com um ataque mais uma vez diferente – e até aqui não revelado por Muricy Ramalho – que, às 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira, o vice-líder tentará dar o troco na Chapecoense pela indigesta derrota em casa no primeiro turno.

Com a suspensão do polivalente meio-campista e a baixa de última hora do centroavante, que acusou dores na coxa direita, as primeiras alternativas em Chapecó são jogadores que já tiveram grande serventia em algum momento, mas pouco aproveitados há muito tempo: Osvaldo e Ademilson. Além dos dois atacantes, que poderiam atuar pelo lado de campo, o meia Maicon, muito elogiado ultimamente pelo treinador são-paulino, corre por fora na disputa para compor o sistema ofensivo com Paulo Henrique Ganso, Kaká e Alan Kardec.

Outra dúvida é referente à lateral direita. Com a recuperação do zagueiro Paulo Miranda após dores na coxa direita, o volante Hudson, que igualmente vem sendo improvisado no setor, pode retornar para a reserva. Auro e Luis Ricardo, jogadores de ofício da posição, foram com o elenco para Santa Catarina, porém estão em baixa e provavelmente começarão juntos no banco.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

No primeiro turno, time treinado por Muricy Ramalho perdeu por 1 a 0 para a Chapecoense, no Morumbi

Independentemente da formação, o São Paulo viajou escaldado. Mesmo sendo o segundo colocado do Campeonato Brasileiro (com sete pontos abaixo do líder) enquanto a Chapecoense luta para se distanciar da zona de rebaixamento, o time adota posição de respeito. A equipe catarinense já surpreendeu rivais maiores dentro da competição, o próprio São Paulo, inclusive, no primeiro turno, quando venceu por 1 a 0 em pleno Morumbi.

“Sabemos a dificuldade que vamos encontrar. Apesar de estar brigando na parte de baixo da talela, contra times denominados grandes fez boas partidas. Também é um bom mandante e já demonstrou no Morumbi um jogo inteligente, levou a vitória. Por isso, temos que entrar liados, concentrados, e vencer para seguir brigando pelo título”, recomendou o uruguaio Álvaro Pereira, titular da lateral esquerda.

De fato, a Chapecoense é um rival que exige preocupação. Antes de golear o Internacional por 5 a 0, em sua última partida na Arena Condá, a equipe atualmente treinada por Jorginho já bateu adversários como Fluminense, Flamengo e Palmeiras. A derrota para o Atlético-MG (no último sábado, em Belo Horizonte), porém, manteve-a somente quatro pontos acima da zona de rebaixamento, o que, por outro lado, aumenta ainda mais a pressão por três pontos.

Arte GE.Net

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE X SÃO PAULO

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 22 de outubro de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Dibert Pedrosa Moises (RJ)

CHAPECOENSE: Danilo; Fabiano, Douglas Grolli, Rafael Lima e Rodrigo Biro; Bruno Silva, Diones, Dedé e Camilo; Fabinho Alves e Leandro
Técnico: Jorginho

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Hudson (Paulo Miranda), Rafael Toloi, Edson Silva e Álvaro Pereira; Denilson, Souza e Kaká; Ganso, Osvaldo (Ademilson) e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*