Em campeonato à parte, Corinthians luta para atrapalhar meta do São Paulo

A busca por vaga na Copa Libertadores é uma obsessão do São Paulo na temporada. Já o Corinthians tem classificação garantida na próxima edição do torneio continental e coloca o Mundial como seu grande objetivo, mas encara os clássicos no Campeonato Brasileiro como uma competição à parte. Por isso, o Alvinegro luta para atrapalhar o rival neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Pacaembu.

O discurso dos jogadores corintianos é de respeito ao oponente. Porém, sem pretensões de título ou de G-4, os confrontos contra rivais se tornaram o grande atrativo para a Fiel torcida. O meia Danilo, que faz parte da história do adversário, cobra reação depois da conturbada derrota para o Santos.

“É uma boa oportunidade para ganharmos. Nada vai ser fácil, porque lá também tem grandes jogadores, mas vamos trabalhar para neutralizar o que eles possuem de melhor. Jogaremos em casa e queremos buscar a vitória desde o início”, afirmou o meio-campista.

O técnico Ney Franco, por sua vez, analisa a situação do São Paulo na tabela e considera o jogo deste fim de semana como uma peça chave para que a equipe consiga brigar pelo topo no returno. “É nosso último clássico nesta etapa e precisamos chegar aos 31 pontos para seguir como candidatos a trabalhar no G-4. Em relação a título, nós ficamos dependentes de quem está em primeiro e segundo, mas precisamos oscilar menos para terminar na posição que queremos.”

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Corinthians defende tabu de seis jogos no Pacaembu: último jogo foi em fevereiro, pelo Campeonato Paulista

Além de poder atrapalhar o rival, o Corinthians ainda defende uma invencibilidade contra o Tricolor no Pacaembu. Depois do racha entre o ex-presidente Andrés Sanchez e o mandatário tricolor Juvenal Juvêncio, em 2009, o Alvinegro ‘abandonou’ o Morumbi e passou a mandar o Majestoso apenas no Paulo Machado de Carvalho, com um retrospecto de seis vitórias consecutivas.

 

“As estatísticas passam, porque a situação de cada equipe é outra. Clássico é um campeonato à parte, seja contra Palmeiras, Santos ou São Paulo”, avaliou o comandante alvinegro.

Desta vez, o São Paulo apresenta vantagem na classificação, pois tem 28 pontos, contra 24 do time de Tite. O corintiano, no entnato, tem novidades na escalação para este domingo. O atacante Emerson se recuperou das dores no tornozelo esquerdo e retoma sua vaga no sistema ofensivo, formando a dupla com Romarinho.

Revelado pelas categorias de base do oponente, Sheik desfalcou o Timão por seis rodadas e fica com a vaga de Paolo Guerrero, lesionado. Outros dois jogadores importantes também estão à disposição de Tite. O lateral direito Alessandro e o zagueiro Chicão cumpriram suspensão automática e voltam ao time.

Já o São Paulo voltar a jogar com duas linhas de quatro. Na partida de terça-feira, contra o Bahia, pela Copa Sul-americana, Paulo Miranda atuou improvisado na lateral direita e agradou. Assim, Douglas, dono da posição e recuperado de lesão, volta à equipe do lado oposto: ele atuará pelo lado esquerdo, pois Cortez está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O esquema ainda contará com a presença de Paulo Assunção no lugar de Cícero e o retorno do centroavante Luis Fabiano ao ataque titular. Além disso, o técnico Ney Franco pode se vangloriar de ter perdido apenas um jogo para o Timão. Em outras passagens de sua carreira, o treinador acumulou um saldo positivo, com duas vitórias e três empates, e agora terá de colocar o seudesempenho à prova para findar o incômodo jejum são-paulino no Pacaembu.

“A gente sabe da rivalidade enorme que beira esse jogo e da importância que ele tem para as dua” equipes. Nós temos que sacar esta partida do resto do Brasileiro, porque temos todo esse histórico acumulado pelos clubes nos últimos jogos. Passei pela experiência de enfrentar o Corinthians em outros estados e sei que precisarei colocar em campo um time equilibrado emocionalmente para sair com a vitória”, finalizou.

Arte GE.Net

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X SÃO PAULO

 

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 26 de agosto de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Herman Brumel Vani (SP)

CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Douglas; Romarinho e Emerson
Técnico: Tite

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rhodolfo, Rafael Toloi e Douglas; Denilson, Paulo Assunção, Maicon e Jadson; Lucas e Luis Fabiano
Técnico: Ney Franco

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*