Contrato novo, estreia, ascensão relâmpago de Luan

Luan deve ser titular do São Paulo mais uma vez nesta sexta-feira, às 19h30, contra o Vitória, em Salvador, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O garoto de 19 anos renovou seu contrato com o Tricolor nesta semana e diz estar cada vez mais pronto para a pressão do profissional.

– Desde a época que eu estava na base, eles trabalhavam isso com a gente, sobre a pressão de vestir a camisa do time profissional. Tem que acreditar sempre e estar preparado, porque você não sabe quando vai vir uma chance – falou o jovem volante.

A história da promoção de Luan ao time profissional do São Paulo tem alguns episódios curiosos. O primeiro, e mais conhecido deles, é o fato de ele ter quase comprado ingresso para ver aquele que foi o seu jogo de estreia: São Paulo 3 x 1 Corinthians.

– Eu estava querendo comprar ingresso para assistir o jogo. Até mandei uma mensagem para um rapaz lá da base, pedindo ingresso. Acabou que ele nem me respondeu. Mas depois de 24 horas, ele me respondeu, dizendo que eu treinaria aqui no CT da Barra Funda – lembrou Luan.

– Vim, treinei, fui relacionado para enfrentar o Corinthians e já estava estreando. É um dia que não vou esquecer nunca. Foi o melhor dia da minha vida – acrescentou o volante.

O garoto entrou nos minutos finais do Majestoso do primeiro turno. Mas, duas rodadas depois, ele seria titular na vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, por conta de desfalques no setor.

Só que desde a rodada passada, no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR, Luan foi escolhido como titular por opção técnica de Aguirre. E aí vem outro fato importante nessa trajetória. O garoto colocou no banco aquele que tem como ídolo no elenco: Jucilei.

– Eu me espelho no Jucilei, sou fã do futebol dele. Sempre estou observando. Isso (disputa pela posição) eu deixo de lado. Vim da base com objetivo de ajudar, seja de titular ou de reserva – comentou o garoto formado na base do Tricolor.

Liziero e Luan, parceiros desde as categorias de base do São Paulo — Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net

Liziero e Luan, parceiros desde as categorias de base do São Paulo — Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net

De contrato renovado até dezembro de 2022, Luan espera ter a chance de cumprir até o fim e poder fazer uma história vitoriosa no clube em que foi formado.

– Estou muito feliz. Era um sonho (ter mais tempo de contrato). Sete anos na base para estar no time profissional. Passo a passo conquistei mais um degrau. Eu espero daqui quatro anos ter conquistado títulos, fazer meu nome na história do São Paulo – completou o volante.

Nesta sexta-feira, contra o Vitória, no Barradão, a tendência é que a escalação seja: Jean; Bruno Peres, Bruno Alves, Arboleda e Edimar; Luan, Hudson, Diego Souza e Reinaldo; Rojas e Gonzalo Carneiro.

Veja abaixo quais foram os jogos de Luan:

  • São Paulo 3×1 Corinthians (reserva)
  • Cruzeiro 0x2 São Paulo (titular)
  • São Paulo 1×0 Ceará (titular)
  • São Paulo 1×1 Fluminense (reserva)
  • São Paulo 0x0 Atlético-PR (titular)

 

3 comentários em “Contrato novo, estreia, ascensão relâmpago de Luan

  1. Craques, Craques mesmo, está difícil de aparecer com tanta abundância no país. Antigamente, craques eram descobertos em campinhos de terra nas pequenas ou grandes cidades pelo Brasil afora. Hoje em dia tais campinhos não existem mais e a molecada aparece em “escolinhas de futebol”, comumente frequentadas por garotos cujos pais podem pagar uma mensalidade. Isto fez descambar a descoberta de bons valores que não tiveram como desenvolver suas habilidades naturalmente. Então, hoje vemos grandes físicos e pequenos talentos desfilando pelos times profissionais brasileiros, jogando de forma ordeira e organizada mas muito dependentes de bons esquemas táticos e forte preparação física. Quando aparece um garoto bom de bola no meio dessa formação, temos muito pouca paciência para esperar sua explosão técnica e acabamos inibindo sua ascensão…

  2. Além de Luan, que já mostrou suas qualidades em jogos importantes do time principal, nós temos outro bom volante chamado Cássio, com um estilo totalmente diferente do Luan, mas muito talentoso.

    • O Luan é uma pedra preciosa para ser lapidada. Tem futuro, pois já demonstrou personalidade. Já outros que subiram com pompa&circunstância tiveram atuações decepcionantes, como foram as de Lucão, Lucas Fernandes, Pedro Bortolotto, Mateus Reis, Junior, Roni, Auro, Lucas Farias, Pedro Henrique e vai por ai. A malha da peneira que se coloca na passagem do sub20 para o profissional é estreita. Sucesso na base.com certeza, não significa que o cara será craque. A maioria acaba ficando pelo caminho por diversas razões: deslumbramento, falta de maturidade, etc.. Também acho que no caso do Luan, o futuro é promissor, assim como deve ocorrer com Liziero. Alguém se lembra de Lucas Piazon, o novo Kaká? Do Boschilia? Promessas que foram ficando pelo caminho. Outros, creio, ainda podem evoluir, mas por enquanto mostraram que não estão prontos. Me parece ser o caso do badalado Brener. Nesses anos todos de vida, eu vi muito candidato a craque ficar no início desse árduo caminho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*