Com Lugano, Tricolor tenta recuperar imagem do elenco contra o Rio Claro

O São Paulo finamente promoverá a estreia do uruguaio Diego Lugano. Após mais de um mês treinando no CCT da Barra Funda, o uruguaio recebeu aval da comissão técnica e irá para a partida contra o Rio Claro, às 17 horas (de Brasília) desse domingo, no estádio do Pacaembu. Além da volta do ídolo ao time tricolor, o duelo válido pela quinta rodada do Campeonato Paulista marcará o reencontro dos jogadores com a torcida. Essa será a primeira oportunidade para o elenco mostrar que a derrota por 1 a 0 para o Strongest, na última quarta-feira, não atrapalhará os planos da equipe na temporada.

O revés, ocorrido na estreia da fase de grupos da Libertadores, desencadeou uma nova crise nos bastidores do Tricolor. Após o jogo, um assessor do presidente Leco, Rodrigo Gaspar, usou um perfil pessoal no Twitter para ofender os jogadores do clube. O elenco, por sua vez, fez uma greve de silêncio após a derrota para protestar contra o atraso no pagamento de dois meses dos direitos de imagem. Aliado às polêmicas encontra-se o tropeço por 2 a 0 no clássico contra o Corinthians, na última rodada do Paulistão.

Em meio às turbulências, Lugano tenta se mostrar preparado para atender às expectativas do torcedor e provar que ainda é o histórico zagueiro da conquista da Libertadores e do Mundial de 2005. “Estou bem ansioso. Quando ficamos mais velhos, a ansiedade aumenta porque temos menos tempo para jogar. Eu estou nesse processo de vestir logo o manto sagrado e sentir o calor da torcida no jogo. Se não tivesse esse desejo, não teria decidido voltar para o São paulo. Na minha vida isso é algo muito significativo”, afirmou o uruguaio.

O técnico Edgardo Bauza, no entanto, não revelou se Lugano será escalado entre os titulares. Caso inicie a partida, ele deverá ocupar o posto que hoje é do contestado Lucão. Mas, se ficar no banco de reservas, a mera presença do uruguaio em campo poderá tranquilizar os ânimos da torcida. Diante do Strongest, os tricolores perderam a paciência com a apatia da equipe e entoaram cantos de protesto. Também sobraram vaias e xingamentos para o meia Michel Bastos, cortado da partida, e o atacante Centurión.

Bauza bancou a escalação dos criticados Michel Bastos e Centurión no Paulistão (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
Bauza bancou a escalação dos criticados Michel Bastos e Centurión no Paulistão (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Sem se importar com os questionamentos da torcida, Bauza indicou que escalará contra o Rio Claro a mesma base do time que atuou no vexame para os bolivianos. Quem está fora é o atacante Alan Kardec, que com um corte no pé dará lugar ao argentino Calleri. Já a dúvida diz respeito ao volante Hudson. Com dores musculares, ele foi substituído por Wesley nos treinos.

Com quatro pontos e um jogo a menos que os rivais, o São Paulo ocupa a terceira colocação do Grupo C do Paulista. Por estar cinco pontos atrás de Ferroviária e Audax-SP, que lideram a chave, o Tricolor não pode nem pensar em perder pontos contra o Rio Claro. Também pesa a favor do clube o fato de o adversário desse final de semana estar na lanterna do Grupo D.

Mas a equipe do interior, que venceu a primeira no Paulistão ao bater o XV de Piracicaba por 2 a 1, na última quarta-feira, tentará aproveitar a má fase tricolor para somar os três pontos. O duelo contra o São Paulo será o segundo do rodado técnico Sérgio Guedes à frente da equipe. “Nosso treinador é um profissional experiente e de muito conhecimento. Acredito que estes atributos possam contribuir para que o time tenha uma boa apresentação diante do São Paulo. É uma partida que pode mudar o destino de muitos jogadores”, disse o atacante Romarinho.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X RIO CLARO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 21 de fevereiro de 2016, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: José Claudio Rocha Filho (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Diogo Correia dos Santos (ambos de SP)

SÃO PAULO: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Lugano (Lucão) e Mena; Wesley (Hudson), Thiago Mendes, Centurión, Paulo Henrique Ganso e Rogério; Calleri
Técnico: Edgardo Bauza

RIO CLARO: Lucas Frigeri; Luis Felipe, Alex Silva, João Gabriel e Felipe Saturnino; Maurício, Jean Patrick, Chico e Léo Costa; Lucas Xavier e Romarinho
Técnico: Sérgio Guedes

 

Fonte: Gazeta Esportiva

4 comentários em “Com Lugano, Tricolor tenta recuperar imagem do elenco contra o Rio Claro

  1. Precisamos de pelo menos um empate contra o River Plate na Argentina.

    se perdermos lá sem mostrar futebol será muito complicado conseguir esta classificação

  2. Fernando, alguns comentários seus até são pertinentes, mas por favor, tente escrever de forma correta, fica difícil ter vontade de ler o que você escreve dessa forma e ainda por cima em caixa alta.

  3. ESSE TEC.DO SPFC PRECISA ESTUDAR DE TUDO UM POUCO BEM Q ELE PODERIA PEGAR UMAS AULAS EXTRA COM O EX JOGADOR DO TRICOLOR E COMENTARISTA DA GLOBO PELO O MENOS UMAS ORIENTAC,oes TATICA SERA INTERRESANTE PARA ELE PODER CONHER UM POUCO DO FUT.DO BRASIL MELHOR SERA SE PEGAR OS VIDEOS DO VITORIOSO E SAUDOSO MESTRE TELE SANTANA E O JOGOS MEMORAVEIS DO NOSSO TRICOLOR POR ESSE NOSSO TEC SER BI DA LIBERTA EU ACHO ELE FRAKINHO…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*