Com Lucas em campo, desempenho do Tricolor é quase o do líder

Depois que Lucas voltou da Olimpíada de Londres (ING), três partidas (duas no Brasileirão e uma na Copa Sul-Americana) e 100% de aproveitamento. No Nacional, em 19 rodadas do primeiro turno, ele só esteve presente em oito. Com o camisa 7 em campo, 75% de  aproveitamento e desempenho de time que briga pelo título. Sem ele, cai para 30%.

Hoje, às 21h, no Morumbi, Lucas está novamente confirmado entre os titulares de Ney Franco. O meia-atacante tenta impulsionar mais seus resultados positivos e, consequentemente, manter o Tricolor na busca pelo título e pelo G4:

– Fico feliz em saber que contribuo para as vitórias da equipe. Realmente não sabia desse meu aproveitamento, mas, é como digo, sempre com ajuda dos companheiros tentamos manter a regularidade e vamos buscar as vitórias. É importante conquistar e manter tal aproveitamento, pois  chegaremos mais longe e conseguirei meus objetivos: título ou G4 – disse, com exclusividade ao LANCE!.

Fora de 11 confrontos do Brasileirão, o meia-atacante sempre se ausentou por ser convocado por Mano Menezes para a Seleção. Livre de lesões e suspensões, foi chamado em amistosos e para a Olimpíada. Motivo de irritação da diretoria e lamento de companheiros, torcida e técnico.

A participação de Lucas é efetiva. Nos últimos dois compromissos pelo Nacional, fez gol contra a Ponte Preta e deu assistência diante do Corinthians. Na competição, ainda conta com um gol e outros dois passes para gol. Ele só não foi decisivo diante de Santos, Atlético-MG e Portuguesa.

– A vitória sobre o Corinthians nos impulsiona. Vai dar uma força maior para nós, para tentarmos engrenar no segundo turno. Contra o Botafogo, precisamos vencer e temos de parar de perder pontos no Morumbi. Já perdemos e agora vamos dar a volta por cima – completou Lucas, que não esteve nos dois tropeços (Vasco e Grêmio) em casa.

Jogos com o camisa 7 em campo

Botafogo 4×2 São Paulo (20/5)
Na estreia do Brasileirão, Lucas participou da primeira derrota. Depois de ficar duas vezes em vantagem, levou a virada. O meia-atacante deu passe para Jadson.

São Paulo 1×0 Santos (10/6)
Em clássico com o Santos, Lucas não teve participação direta no gol de cabeça de Paulo Miranda. O camisa 7 voltava da Seleção após ser desfalque em dois confrontos seguidos.

São Paulo 1×0 Atlético-MG (17/6)
Na segunda vitória com o meia-atacante em campo, Luis Fabiano foi quem decidiu. Neste confronto, Lucas recebeu seu primeiro cartão amarelo  na competição. Hoje, está pendurado.

Portuguesa 1×0 São Paulo (23/6)
No último jogo de Leão, Lucas não foi poupado e também acabou vaiado pela torcida. Nada pôde evitar para o time não sofrer a derrota, que  veio após eliminação na Copa do BR.

Cruzeiro 2×3 São Paulo (30/6)
Com boa apresentação fora de casa, Lucas fez seu primeiro gol na competição. Milton Cruz atuou interinamente e montou esquema para o camisa 7 contra-atacar.

São Paulo 3×1 Coritiba (8/7)
No último jogo antes de ir para a Olimpíada, Lucas deu show e Ney Franco acompanhou da arquibancada. Deu passe para Osvaldo marcar e  deixou o time posicionado no G4.

São Paulo 3×0 Ponte Preta (18/8)
Após conquistar a medalha de prata na Olimpíada, Lucas retorna ao time e quebra uma sequência de três jogos sendo derrotado. Ele faz um dos gols, recebe amarelo e fica pendurado.

Corinthians 1×2 São Paulo (26/8)
No último domingo, Lucas conquistou sua sexta vitória no Brasileirão. Na virada sobre o rival, deu passe para Luis Fabiano empatar o jogo de teve outra boa atuação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*