Com gol de Matheus Reis, Tricolor vence o Flamengo e larga na frente

O Tricolor largou na frente em busca de uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil Sub-20. Na noite desta terça-feira (14), no Morumbi, o São Paulo derrotou o Flamengo por 1 a 0 com o gol solitário de Matheus Reis e, assim, ganhou o direito de atuar pelo empate na volta para seguir adiante na competição nacional.

“Tive a oportunidade de marcar o gol e, felizmente, estava bem posicionado para ajudar a equipe. Agora, vamos com tudo no Rio de Janeiro para buscar a classificação”, festejou o autor do gol tricolor. A partida de volta será disputada no próximo dia 21, no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, às 19h30 (de Brasília).

Para chegar até aqui, a equipe são-paulina eliminou a Chapecoense na primeira fase ao bater o clube de Santa Catarina por 2 a 0, na ida. Assim como no profissional, o triunfo por dois gols de diferença evitou o jogo da volta. Já os flamenguistas, que até criaram boas oportunidades para buscar o empate, passou pelo Sport para chegar até as oitavas de final (2 x 1 e 1 x 1).

Sem poder contar com o atacante Ewandro, autor dos dois gols que decretaram a derrota dos catarinenses e que está com a equipe principal no Chile, para o embate com o Huachipato-CHI pela Copa Sul-Americana, o técnico Menta escalou o time com Lucas Perri; Foguete, Hugo, Lucas Kal e Inácio; Gustavo Hebling, Matheus Reis, Mateus Queiroz e Mirrai; João Paulo e Joanderson.

Com a bola rolando, o Tricolor começou melhor e logo criou a primeira oportunidade para tirar o zero do placar. Aos 5 minutos, Inácio recebeu pela esquerda e bateu firme. A bola passou rente ao travessão e levou perigo ao gol dos flamenguistas, que após o susto saíram para o jogo.

Para envolver os visitantes, o São Paulo apostava nas constantes descidas pela esquerda. No entanto, diante de um adversário bem postado defensivamente, a equipe são-paulina encontrava dificuldades para finalizar. Dessa forma, aos poucos, os flamenguistas foram ganhando confiança e também levaram perigo.

Para tentar conter o ímpeto do rival, os comandados de Menta exploravam as bolas longas, já que Mirrai era bem marcado e não conseguia criar as jogadas, mas as investidas paravam sempre na intermediária. Sem chegar ao gol carioca, os paulistas viram o Flamengo se soltar mais na partida e obrigar o goleiro Lucas Perri a trabalhar algumas vezes.

Antes do intervalo, na última tentativa de abrir o placar nos primeiros 45 minutos, o São Paulo retomou as ações do confronto, mas ainda assim o zero permaneceu no marcador. “Faltou um pouco mais de calma para marcar o gol, mas conseguimos chegar algumas vezes na frente”, avaliou o lateral-esquerdo Inácio antes de se dirigir aos vestiários.

Na volta para a segunda etapa, Menta pediu que os jogadores ficassem mais tempo com a bola no pé, trocassem passes curtos e evitassem as bolas longas. Assim, apostando na qualidade de sua equipe, o Tricolor soube construir o resultado positivo no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil Sub-20.

Aos seis minutos, Joanderson avançou pela direita e cruzou na grande área. A defesa carioca não conseguiu afastar e a bola chegou em Matheus Reis. De primeira, o atleta são-paulino mandou para o fundo das redes e anotou o gol solitário da partida, que ficou mais parelha até o apito final.

Em desvantagem, os flamenguistas partiram para o campo de ataque, encurralaram o São Paulo, porém não conseguiam finalizar. Para retomar as rédeas do jogo, o treinador são-paulino promoveu a entrada de Felipe Araruna na vaga de Mateus Queiroz e apostou nos contragolpes.

Após segurar os visitantes e frustrar os ataques rivais, o Tricolor tratou de administrar o placar e assegurar a vitória. Nos instantes finais, com Joanderson e João Paulo, os donos da casa até tiveram oportunidade para ampliar, mas o marcador não foi alterado novamente: 1 a 0.

 

 

Fonte: Site Oficial

Um comentário em “Com gol de Matheus Reis, Tricolor vence o Flamengo e larga na frente

  1. Tenho que dizer:
    Se o time que vimos jogar ontem é o que temos de melhor nas categorias de base, melhor fechar o centro de treinamento da molecada, vender o imóvel e garimpar jovens valores nos jogos de varzea; pelo menos vai ser muito mais produtivo financeiramente para o clube.
    Nossa, o time é muuuito ruim! Até tem uns dois ou três jogadores que, individualmente, daria para insistir. Mas o time é muito ruim! Já tem os principais defeitos do time profissional: um bando de “mortos” em campo; jogam a quilômetros de distância um do outro; cada jogador que pega na bola a quer “levar pra casa; não conseguem dar 4 passes sem errar; uma zaga estabanada sem noção de distância para dar botes; jogam sempre atrás da linha bola (e o jogo foi no Morumbi) fazendo lançamentos longos que, quando caem nos pés de algum são-paulino, este abaixa a cabeça e tenta resolver tudo sozinho; enfim, parece já estarem prontos para assumir no time titular. E olha que o Murici adora treinar os titulares contra esses garotos. O Mena (treinador) é outro dos mistérios inexplicáveis de Cotia. Ele pode fazer tudo, menos treinar aquela molecada que parece fazer o que dá na cabeça, sem reconhecer nenhum comando ou função tática. Ele também me parece ótima pessoa: mas técnico?
    O Flamengo, onde para treinar na base a garotada tem que levar de casa o pão com mortadela, tamanha penúria que vivem, é um time com bons jogadores e que tem um esquema tático definido: jogam bem agrupados, encurtam o campo, fazem uma eficaz linha de impedimento. Percebe-se que é treinado ou, ao menos, assistem jogos europeus pela TV e aprendem com isso – coisa que no tricolor de Cotia nem isto. . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*