Centurión e trabalho para Cássio consolam Muricy no Morumbi

O revés deste domingo para o Corinthians, por 1 a 0, foi muito melhor absorvido por Muricy Ramalho do que a dura derrota na estreia da Copa Libertadores. Apesar do pênalti desperdiçado por Rogério Ceni, o treinador do São Paulo elogiou seu time – que ao menos fez o goleiro Cássio trabalhar no Morumbi, antes e depois da expulsão de Gil -, mas em especial o argentino Ricky Centurión.

“Não daria para jogar igual daquela vez. Em 90 minutos, não dar um chute no gol adversário é impossível. Mesmo que queira, você não consegue jogar tão mal quanto aquele dia. Hoje, nós forçamos, mesmo no 11 contra 11. Tivemos profundidade, coisa que a gente não tem. A gente apertou, trocou passes”, analisou.

“Lá (em Itaquera), o Cássio não trabalhou. Hoje, o Cássio pegou até pênalti. Isso alivia um pouco, fica a esperança para as finais, que aí sim vão valer alguma coisa”, comparou o técnico, referindo-se à última rodada da fase de grupos da Libertadores (contra o próprio Corinthians, no Morumbi, em 22 de abril) e ao mata-mata do Campeonato Paulista, certo de que houve evolução desde o clássico passado.

“Melhoramos um pouquinho. E tivemos uma surpresa agradável com o Centurión, que consertou nosso lado esquerdo, que tem o drible. A gente só jogava de um lado, e hoje jogamos bem pelo lado esquerdo. Temos que tirar coisas boas para o jogo, para a reta final, que vai ser o importante, no Paulista e na Libertadores”, comentou.

Suspenso nas duas primeiras rodadas do torneio continental, o meia-atacante argentino tinha feito apenas três partidas com a camisa 20 tricolor até então. Na primeira delas, diante do Bragantino, fez até gol. Depois, diante de Audax e Rio Claro, também no Estadual, teve atuação aquém da estreia.

Não mais invicto, o São Paulo volta a campo pela competição na quinta-feira, quando recebe o São Bento. Já o próximo compromisso pela Libertadores será somente no dia 18, também em casa, contra o San Lorenzo.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Centurión e trabalho para Cássio consolam Muricy no Morumbi

  1. Fala sério, Muricy.

    Muito obrigado pela história no SPFC, mas se aposente, vá curtir a vida e cuidar da saúde.

    Ter um time que não joga e ainda aparecer com um discurso otimista é coisa de Presidenta Dilma.

    Muricy, Rogério Ceni, Luis Fabiano…aposentadoria já.

    Denilson, Toloi, Edson Silva: Dispensa já!

Deixe uma resposta para Denis Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*