Centurión brilha em estreia, São Paulo goleia Bragantino e amplia liderança

De olho no clássico com o Corinthians pela primeira rodada da Libertadores, o São Paulo mostrou força e goleou o Brangantino por 5 a 0, neste sábado, pelo Campeonato Paulista. O grande destaque da partida foi Centurión, que realizou sua estreia na equipe junto com Dória. O argentino não sentiu o peso do debute e foi decisivo para a vitória com uma assistência, participações decisivas e um gol. Boschilla (2), Alan Kardec e Alexandre Pato deixaram sua marca.

Após a goleada, o São Paulo poderá pensar 100% na Copa Libertadores. O Tricolor estreia nesta quarta-feira contra o Corithians, no Itaqueirão. Pelo Paulista, o time volta a campo no próximo sábado, quando receberá o Audax no Morumbi. Com a vitória, o time de Muricy Ramalho chegou aos 13 pontos e amplia a liderança do Grupo A – Mogi Mirim é o segundo, com 8.

Fases do jogo: Com toque de bola refinado, o São Paulo controlava as ações do jogo e sempre buscava o ataque. Estreante do dia ao lado de Dória, Centurión mostrava disposição e sempre se apresentava para dar sequências ás jogadas. O argentino mostrou que queria jogo e arriscou chute logo aos 2min, mas sem muito perigo. O Bragantino se utilizava dos contra-ataques para chegar ao gol de Denis, que parecia um mero espectador.

Os donos da casa tinham três volantes em campo e pareciam mais preocupados em se defender. Mas quando se tem jogadores de qualidade como o São Paulo, encontrar um jogador bem posicionado em condições de marcar é questão de tempo. E foi o que aconteceu. Aos 21min, Maicon tocou por cima para Centurión, que rolou para Boschilia, sem goleiro, abrir o placar: 1 a 0.

Com a vantagem no placar, a situação ficou mais fácil para o São Paulo. Com o Bragantino buscando o empate, os jogadores visitantes encontravam espaços com tranquilidade. E isso foi fatal. Com Centurión completamente à vontade, o Tricolor passou a tocar bola e envolver os donos da casa até chegar ao segundo gol, aos 28min. O argentino parecia um maestro até Alan Kardec chutar da entrada da área e estufar as redes: 2 a 0.

O terceiro saiu em nova troca de passes de qualidade. Alexandre Pato recebeu na entrada da área e chutou firme para ampliar: 3 a 0. Centurión não participou desse gol, mas continuava com um futebol envolvente e passou a ser caçado em campo pelos adversários. Caio do Bragantino recebeu cartão amarelo após falta dura. Um primeiro tempo impecável do São Paulo.

O São Paulo voltou do intervalo em ritmo de treino e mesmo assim conseguiu ampliar. Logo aos 2min, Boschilia aproveitou bobeada da zaga e marcou o seu segundo jogo com contribuição de Wellington, que não conseguiu evitar o gol. A situação ficou ainda pior em seguida, quando Caio fez falta em Maicon, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Lucão, de cabeça, quase ampliou, mas acertou a trave. E já não havia mais necessidade de forçar. Muricy aproveitou para dar rodagem a alguns atletas e lançou Ademilson e Souza com a vitória consolidada e os três pontos garantidos. Mesmo assim, Ceturión estava disposto a deixar sua marca e cosneguiu fazer isso no minuto final: 5 a 0. Um passeio tricolor.

Para lembrar:

Laboratório – a partida contra o Bragantino serviu como um verdadeiro vestibular para os comandados pelo técnico Muricy Ramalho. Isso porque na próxima quarta-feira o São Paulo tem o clássico contra o Corinthians na primeira rodada da fase de grupos da Libertadores.

Estrela assediada – o treinador do São Paulo mais parecia uma estrela dos filmes de Hollywood. Enquanto os jogadores duelavam por cada metro em campo, Muricy Ramalho distribuía autógrafos para os torcedores presentes nas arquibancadas. Bragança é conhecida como a ‘terra da linguiça’e o treinador foi presenteado com o alimento. A festa foi completa.

BRAGANTINO 0 X 5 SÃO PAULO

Data e hora: 14/02/2015, às 18H30h
Local: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Luis Alexandre Nilsen
Cartões amarelos: Caio, Léo Gago e Diego Macedo (BRA)
Cartão vermelho: Caio (BRA) Hudson (SPO)
Gols: Boschilia, aos 21min, Alan Kardec, aos 28min, e Alexandre Pato, aos 35min do primeiro tempo. Boschilia, aos 2min, e Centurión, aos 46min do segudno tempo;

Bragantino
Lauro; Diego Macedo, Renato Santos, Wellington e Esquerdinha; Fernando, Anderson, Muralha (Léo Gago) e Caio; Diego Mauricio e Erick Luis (Gabriel).
Técnico: Marco Aurélio Moreira

São Paulo
Denis; Lucão, Edson Silva, Doria e Thiago Mendes; Hudson (Souza), Maicon, Boschilia e Centurión; Pato e Alan Kardec (Ademílson).
Técnico: Muricy Ramalho

Fonte: UOL Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*