Ceni já sente saudade de Lucas e aponta Ademilson como substituto

Em sua entrevista coletiva na sexta-feira, Rogério Ceni pediu para que o presidente Juvenal Juvêncio, se não trouxer reforços, ao menos não vender Lucas. Nesse domingo, porém, o meia-atacante gostou de ouvir atorcida do Manchester United, clube que mais o deseja na Europa, gritar seu nome. E o goleiro do São Paulo, já com saudade do meia-atacante, apontou um substituto no elenco: Ademilson.

“Ele tem uma explosão muito grande. Acho que será extremamente importante na ausência do Lucas. Se não tem totalmente as mesmas características, tem algumas semelhanças. Com o Osvaldo machucado, o Fernandinho negociado e o Lucas na Seleção, é a nossa salvação na parte de movimentação para tocar para o Luis Fabiano”, definiu o capitão.

A declaração é uma forma de alívio para o camisa 01. O São Paulo diz ter recusado até uma oferta de 38 milhões de euros (cerca de R$ 96 milhões) do Manchester United por Lucas, embora, oficialmente, a única negativa confirmada por todas as partes é para uma proposta de 33 milhões de euros (R$ 82 milhões). Mas o atleta, que está na Inglaterra com a Seleção nas Olimpíadas, não descarta a mudança para a equipe britânica, e Juvenal já foi convencido a negociá-lo.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Aos 18 anos, Ademilson agradou em seus três jogos como titular no time principal e pode herdar vaga de Lucas

“Dá uma saudade imensa do Lucas. É um jogador fantástico, que pode fazer a diferença. Vamos ver o que acontece com o desfecho da negociação dele, mas espero que volte para o São Paulo ficar mais forte”, falou Ceni, já saudoso, depositando a esperança no novo atacante vindo de Cotia. “Se o Ademilson tiver juízo e a mentalidade e a cabeça do Lucas, tem tudo para ser a segunda grande revelação no ataque juntamente com o Lucas.”

 

Aos 18 anos, Ademilson marcou gol em seus dois jogos como titular no profissional, contra Figueirense e Atlético-GO. Passou em branco contra o Flamengo, mas deu bastante trabalho e teve seu nome exaltado pelos mais de 30 mil são-paulinos presentes no Morumbi principalmente por sua participação no terceiro gol do time, brigando pela bola que passou de Cortez para a cabeça de Luis Fabiano e as redes.

Nesse domingo, o garoto ouviu seguidamente ordens de Rogério Ceni. “Deu para ver que ele é diferente, falou com todos no primeiro tempo. É realmente um líder. Ele me falou que fiz uma excelente partida e, se fala comigo, é porque quer me ajudar”, comentou Ademilson.

Agora, Ney Franco, que já convocou Ademilson para a Seleção sub-20, passa a cogitar um time com o garoto, Luis Fabiano e Lucas juntos, caso este último realmente não seja negociado. “Ter um elenco qualificado é um problema bom, cabe ao treinador encaixar estas peças. O Lucas é realidade, enquanto o Ademilson começar a se firmar agora, mas tem mais coisas favoráveis para acontecer”, projetou o técnico.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*