Ceni ‘fominha’ e Denis cobrador de faltas: os últimos dias da transição

Conforme o ano de 2014 caminha para o fim, a carreira de Denis começa a “nascer”. Esta terça-feira, dia 28 de outubro, trouxe um panorama interessante daquele que será lembrado como um dos episódios mais marcantes da história do São Paulo: o início da era “pós-Rogério Ceni”.

Como já adiantado por Muricy Ramalho, Denis, de 27 anos, será o titular da meta com a aposentadoria do Mito, anunciada para o fim deste ano. E o goleiro, reserva desde 2009, vem se preparando para assumir a bronca: ele tem treinado cobranças de falta à exaustão.

Foi assim nesta terça. Após o treino com os demais companheiros, o goleiro cumpriu um ritual que já foi de Ceni. Juntou várias bolas em um saco e se dirigiu ao campo mais afastado dos olhos da imprensa no CT da Barra Funda. Ele já pediu à assessoria de imprensa do clube para não permitir registro de seus arremates. Quer a discrição, neste momento tão importante da carreira.

Denis efetuou inúmeros disparos. Para dificultar um pouco as cobranças, já que as metas estavam vazias (nenhum jogador mais estava no campo), ele adiantou a barreira além da posição normal. Ficou cerca de 40 minutos chutando, chutando, chutando.

O camisa 12, no clube desde 2009, vive a expectativa de assumir a titularidade já prometida e recentemente não fazia mais questão de esconder a ansiedade. São anos de espera na cola do mais duradouro jogador de futebol do São Paulo na história: 24 anos de Ceni no clube.

Por tamanho tempo e feitos do Mito, o momento será histórico. Ainda mais porque Ceni, apesar de já ter comunicado a despedida, pouco transparece as mudanças que normalmente acometeriam outros no fim de carreira. Esta terça, por exemplo.

Um dia após tornar-se o jogador com mais vitórias pelo mesmo clube (590), o goleiro treinou com o grupo, no campo, jogando na linha. É o Ceni “fominha”, profissional ao extremo, que permitiu jogar por tanto tempo e em tão alto nível.

Enquanto isso, Denis segue esperando. A missão dele será das mais ingratas. O são-paulino mesmo gostaria que esse momento nunca chegasse.

Fonte: Lance

2 comentários em “Ceni ‘fominha’ e Denis cobrador de faltas: os últimos dias da transição

  1. Melhor que treinar faltas, o Denis deveria treinar jogar no meio campo e se posicionar, assim como o RC, mais longe do gol, funcionando como um líbero. Isso ajuda a aliviar sufoco da zaga e evitar muitos gols de lançamentos longos dos adversários. Por isso o treinamento no meio campo: para melhorar o domínio e controle da bola e lapidar seus passes que têm que ter zero chance de sairem errados ou na “fogueira”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*