Bauza critica expulsão de Maicon e não conta com Ganso para a volta

Com o semblante abatido, o técnico Edgardo Bauza contestou a expulsão do zagueiro Maicon na derrota por 2 a 0 para o Atlético Nacional, nesta quarta-feira, no Morumbi, e reconheceu as dificuldades que o São Paulo enfrentará no duelo de volta das semifinais da Copa Libertadores. Ao pedir desculpas ao torcedor pelo tropeço, o Patón admitiu que não poderá contar com os lesionados Ganso e Kelvin na partida que será disputada em Medellín.

Maicon recebeu o cartão vermelho após colocar a mão no rosto de Borja, que aproveitou o lance para se jogar no gramado. A expulsão, ocorrida aos 28 minutos do segundo tempo, abriu espaços para que o próprio Borja anotasse os dois gols do Atlético Nacional, aos 36 e 43.

“Não vi o que aconteceu durante a partida. Vi agora pela televisão e não me pareceu algo grave. Creio que o árbitro se precipitou, talvez um amarelo fosse mais adequado. Mas já não podemos fazer mais nada a respeito. Lamentavelmente isso nos prejudicou muito”, afirmou o Patón, que se negou a ver equívocos nas alterações feitas após a expulsão.

Em vez de colocar um zagueiro para preencher a lacuna na defesa, Bauza sacou o volante Wesley para a entrada de Hudson. “Não [creio que errei]. Para mim a expulsão foi equivocada. Podia sacar um atacante e colocar o Lugano, mas tínhamos que ganhar a partida”, justificou.

Apesar de não admitir erros, o técnico se desculpou com a torcida. “Nós estamos tristes, porque os torcedores lotaram o Morumbi e não pudemos dar alegria a eles. Pedimos desculpa, mas a equipe seguirá dando a vida em cada partida para mostrar a gana que temos”, disse.

Para o Patón, a derrota em casa “dificulta muito a classificação”. Além do desfalque de Maicon, ele crê que Ganso e Kelvin voltarão a ser baixas na próxima quarta-feira. Os dois estão com contusões musculares e correm contra o tempo para se recuperar.

“Minha experiência no futebol me diz que nenhum dos dois vai jogar. Eles estão fazendo o possível com os médicos, mas minha experiência diz que eles não jogarão”, lamentou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

5 comentários em “Bauza critica expulsão de Maicon e não conta com Ganso para a volta

  1. Se ele achava que tinha que ganhar o jogo, por que não armou o time pra isso?
    Jogar com três volantes dentro de casa, empurrados por 60mil vozes, sem ter nenhum atacante no banco que pudesse jogar pelo lado de campo para, ao menos, cruzar bolas na área do adversário para ver o que ia dar? E a opção pelo Ytalo no lugar do Ganso? O rapaz entrou em campo sem saber o que se esperava dele: armador ou atacante? No fim nenhuma coisa nem outra…
    Hoje eu apenas confirmei a “cara” que o Paton deu ao time: de perdedor…

  2. Acho que Patón errou nessa decisão. Não precisávamos ganhar a partida. Precisávamos sair do Morumbi sem tomar gols.
    Tem meu perdão. Os bons técnicos brasileiros cometeriam o mesmo engano.

  3. Ganhar partida com um a menos, tinha q fechar a casa e buscar um empate com gols la na colombia,,,, talvez pelo retrospecto dele ganhou somente uma fora com todos os times q comandou, na fase de grupos, fez essa cagada com a gente ontem…. suas alterações sempre tiram os melhores em campo não consigo entender ontem o joao era um dos melhores, o wesley nao tava jogando nd, (pra mim tem q sair do time chega nao joga mais nd)

  4. É Paton cagou e sentou em cima, escalou o Ytalo inutil e ainda substituiu o unico que estava bem o meio de campo Joao, e colocou outro inutil Daniel que nao joga faz tempo, errou vc e errou o Maicon, afundaram o sao paulo, Adios Patito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.