Maicon reclama de expulsão, mas pede desculpas: “Com certeza errei”

Maicon admitiu que errou, mas considerou injusta a expulsão na derrota do São Paulo por 2 a 0 para o Atlético Nacional, nesta quarta-feira, no Morumbi, pelas semifinais da Taça Libertadores. O jogador acredita que o cartão vermelho foi exagerado, porém, reconheceu que não deveria ter empurrado a cabeça do atacante Borja.

– Com certeza eu errei, mas ao meu ver não foi uma agressão para receber o cartão vermelho. Eu apenas coloquei a mão na cabeça. É claro que eu preciso dar exemplo, dar uma segurança por ser capitão da equipe, mas o calor do jogo deixa a gente com pressa. Eu assumo toda responsabilidade por ter comprometido o resultado e decepcionado torcedores e companheiros – afirmou.

Maicon São Paulo Atlético Nacional (Foto: Marcos Ribolli)Maicon reclama da expulsão na derrota do São Paulo para o Atlético Nacional (Foto: Marcos Ribolli)

O São Paulo tentava pressionar a equipe colombiana quando, aos 28 minutos, o zagueiro se envolveu na confusão com o atacante adversário. Borja caiu no gramado, e Maicon imediatamente foi expulso pelo árbitro. O lance acabou com qualquer chance do Tricolor que, muito exposto, sofreu dois gols e se complicou no torneio.

– Eu não caí na malandragem. Acho que não foi um lance para cartão vermelho, poderia ter dado um amarelo, ou ter conversado comigo. A equipe lutou muito, infelizmente aconteceu isso – acrescentou Maicon.

O zagueiro se desculpou com os torcedores e os companheiros pela falha que atrapalhou os planos do Tricolor. Agora, o São Paulo precisará vencer por três gols de diferença, na Colômbia, para chegar à decisão.

– Eu estou aqui para pedir desculpas, mas não sou um jogador que abaixa a cabeça.

O zagueiro se transformou no grande símbolo da boa campanha do São Paulo na Libertadores. Na semana passada, a diretoria pagou R$ 22 milhões para comprá-lo do Porto e colocá-lo em condições de disputar as semifinais.

– O investimento que fizeram não foi a curto prazo, eu tenho quatro anos de contrato, não foi para a Libertadores. Pode ter certeza que no futuro eu vou justificar o esforço do São Paulo – prometeu o defensor.

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Maicon reclama de expulsão, mas pede desculpas: “Com certeza errei”

  1. Na minha opinião, o Maicon foi o maior culpado da derrota. Não precisa tirar sangue pra considerar agressão. Foi burrice. Se tivesse empurrado no ombro, até que entendo exagero dar vermelho. Mas empurrou a cabeça do cara bem na frente do árbitro. Contra a Ponte reclamamos que o juiz deu um amarelo e depois que viu o jogador mudou pra vermelho. Esse do Maicon foi certeiro. O árbitro não teve dúvidas e meteu um vermelho direto: agressão. Podem até achar exagero, mas ele não titubeou. Teve postura e acho que agiu certíssimo. Quem errou foi o nosso zagueiro milionário… Tá querendo ser o xerife na zaga de forma violenta. Não é assim. Tem futebol pra jogar só na bola. Vai ser difícil termos um “Lugano de antigamente ” de novo. Mas é isso. Essa é a minha opinião!

  2. O Maicon não tem culpa: o árbitro (muito ruim) foi exagerado no cartão. Ele deixou os colombianos fazerem cera a vontade; não puniu nenhum carrinho dos atleticanos e depois, por um simples empurrão no rosto do atleticano por estar segurando a bola e fazendo cera, cartão vermelho. O Maicon estava alterado por ver o time encolhido em campo quando necessitava avançar e sufocar para marcar ao menos um gol. Ele já tinha se estranhado com o atacante momentos antes. O maior erro foi o do técnico que se acovardou dentro do Morumbi. O medo de tomar gols fez levar dois…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.