Banco exige inclusão de Ceni para ser patrocinador máster do São Paulo

O São Paulo tem negociações avançadas com o Banco Intermedium para um contrato de patrocínio máster, referente à parte nobre da camisa do time. Alguns pontos ainda precisam ser acertados. Um deles é a exigência do banco de exibir sua marca também nos uniformes do técnico Rogério Ceni.

A questão não é simples porque o São Paulo não tem contrato de direito de imagem com Rogério, portanto não pode comercializá-la. Para fechar um patrocínio nos moldes exigidos pelo banco, precisa de uma negociação direta com o treinador. Já há conversas neste sentido e, segundo o marketing do clube, o ídolo fez exigências possíveis de serem atendidas.

Outras empresas que conversam com o São Paulo também fazem a mesma exigência. Importante lembrar que o assunto já resultou em um problema. Uma das patrocinadoras do clube, a Corr Plastik, do ramo de tubo e conexões, acertou em contrato, no ano passado, o direito de exibir sua marca no uniforme da comissão técnica. Mas Ceni não aceitou e veste camisas sociais nos jogos. A solução do São Paulo, então, foi exibir a marca da empresa no local do máster como forma de compensação. Isso acontece desde que o contrato com a Prevent Senior chegou ao fim, em março.

Ceni já até aceitou estampar, sem receber nada, a marca da Corr Plastik em sua camisa de treino, durante a pré-temporada em Orlando nos Estados Unidos. Isso se deve ao ótimo relacionamento dele com o diretor de marketing Vinicius Pinotti. No entanto, Pinotti está prestes a deixar o marketing para assumir como executivo de futebol. Antes ele deve concluir a negociação com a Intermedium.

 

Fonte: Lance

16 comentários em “Banco exige inclusão de Ceni para ser patrocinador máster do São Paulo

  1. Ah, vi uma foto na espn do técnicos do São Paulo e do Cruzeiro lado a lado.
    Os dois vestiam roupa social. Que passa, ninguém quer o técnico de ponta e experiente vestindo uniforme com a logo marca do patrocinador?
    Vamos valorizar o que é da gente. Somos melhores, sim e os títulos voltarão se essa turma que se diz torcedor parar de atrapalhar.

  2. PauloRP, acho que o Ceni não quer ficar parecido com técnicos como o Gagalo ou o Felipão com aqueles agasalhos horrorosos na beira do campo.
    Vão fazer um negócio legal na vestimenta dele.
    Quanto a doar, cada um doa da maneira que pode, mas não é porque você adora a empresa que trabalha que vai ganhar muito menos que outros, sendo você a estrela do negócio.
    Abraço,

  3. Carlos:
    Ninguém discorda que o Rogério Ceni é “estrela” (do bem para os são-paulinos; do mal para a maioria dos torcedores dos outros times), motivo pelo qual, o patrocinador o quer vestindo sua marca. Também acho que a discussão não é edificante, porque cada um sabe de si, e o Rogério tem todo direito de explorar financeiramente sua imagem, que é muito forte. Só argumento porque, dentro daquela arrogância por mim comentada anteriormente, ele vive declarando seu amor desmesurado pelo clube, e acredito, como forma de reconhecimento, que talvez ele devesse contribuir com sua imagem – que seria até uma forma de reforçá-la – no período desse contrato. Lembre-se que muitos são-paulinos que amam o clube põem dinheiro de seus próprios bolsos no clube, inclusive para ajudar a pagar salários e contratar jogadores (sem contar sócios torcedores de outros estados que contribuem mensalmente sem sequer ir a um estádio para obter algum retorno de seu investimento). Craques que reconheceram a importância de seus clubes de coração já jogaram e ostentaram marcas de patrocinadores sem sequer ganhar salários por certos tempos (tipo Riquelme no Boca).
    Eu gosto desse confronto de idéias.
    Abraços!

  4. PauloRP, também tenho críticas ao Ceni, mas quem é imune a críticas?
    Achei que você deu uma viajada aí.
    Defendo o Ceni neste imbróglio porque, para mim, está muito claro que usaram a “inexperiência” dele para pagar salário de técnico da Ponte Preta. Ele aceitou na boa, até porque está investindo na carreira.
    Agora, a diretoria que quis economizar no salário que compense se quiser usar a imagem dele.
    Se o cara não é “estrela” por que o patrocinador o quer? E a matéria diz que não haverá problemas.
    Acho isso tudo uma tempestade em copo d’água.

  5. Carlos:
    Em momento algum “quero” demitir o técnico. Tenho afirmado aqui que o Rogério Ceni me surpreendeu, para o bem, como treinador iniciante, já que eu tinha dúvidas sobre se era certo contratá-lo naquele momento. Gosto, e aprovo sua ousadia na forma de jogar. Critico-o, também, porque sou daqueles que preferem uma crítica construtiva à desistência total do criticado. Critico-o por suas escolhas de alguns jogadores como titulares, tipo Cícero e Nem, e algumas mudanças durante o decorrer da partida que parecem não ser coisa pensada (tenho, inclusive criticado seus auxiliares para serem mais presentes neste momento). O que fiz foi um exercício teórico sobre a possibilidade de isto acontecer, porque, mesmo reconhecendo o ídolo da torcida, não o acho maior que o SPFC e reconheço no RC uma arrogância que deveria ser melhor trabalhada em seu próprio benefício e também do clube. Afinal o desempenho de um está ligado ao outro e ele mesmo deveria reconhecer que, se ele é o grande Rogério Ceni público, ele deve isto totalmente ao São Paulo, que o acolheu e lhe deu todas as condições de desenvolver seu talento no gol, e, agora, repete a dose em seu desenvolvimento como treinador. De-repente, ele que já ganhou tanto dinheiro, poderia fazer alguma concessão neste momento (1 ano?) de penúria financeira do clube, enquanto vai se aprimorando na função. Só isso.
    Um abraço!!!

  6. Parece meio difícil de entender (nem tanto, não é mesmo?), mas se mandarem o Ceni embora e contratarem outro (quem?) esse outro vai querer receber o direito de imagem.
    Não é muito mais barato fazer uma adequação no contrato do atual treinador que a própria matéria diz que está encaminhado?

  7. PauloRP, você está supondo uma coisa e em cima disso já quer demitir o técnico.
    Na própria matéria está dizendo que o acordo é possível (tradução: está bem encaminhado), o sr. supõe algo diferente e já parte para conclusões definitivas.

    Afora isso, Rogério Ceni está no bom caminho. O time está em formação e como tal, tem certa instabilidade. Se não fossem tantas contusões, acredito que teríamos passado de fase. Prefiro o iniciante Ceni do que o veterano técnico horroroso e retranqueiro que passou de fase.
    Abraço,

  8. Vamos supor que o Rogério Ceni não queira usar o uniforme do time com os patrocínios do SPaulo (não cheguem a um acordo pecuniário). Financeiramente, quando custará isto pro clube? É viável continuar com um técnico com este nível de exigência, pagando-lhe um salário mais que razoável para um iniciante (que está aprendendo mais do que ensinando), e que custaria a impossibilidade de patrocínios que, inclusive, serviriam para manter seus salários em dia?
    É coisa pra todas as partes pensarem!!!

  9. Rogério Ceni não tem contrato de imagem. Tá escrito na matéria.
    Quando fizeram o contrato com ele colocaram um salário baixo, em comparação a outros técnicos, e não pagam publicidade para ele.
    Tá escrito também que ele usou na pré temporada.
    Outra coisa que também está escrita na matéria é que estão negociando com ele e “as exigências são possíveis de serem atendidas”.
    Essa mania de uma parte da torcida criticar por criticar, contrariando o que escrito na própria matéria é uma vergonha. Para eles.

  10. Contrato é contrato e ponto.

    Não que eu esteja defendendo Ceni, mas se está sem direitos de imagem, vai fazer o ué?

    Deveria haver bom senso, mas estamos no país de valores invertidos, onde quem é ético é questionado e quem é corrupto é endeusado.

  11. Na minha opinião deveria existir um bom senso da parte de Rogério Ceni, ou seja, mostrar um pouco mais gratidão ao clube (e o SPFC não é qualquer clube) que deu-lhe a oportunidade de INICIAR sua carreira de técnico de futebol, coisa rara para quem nunca treinou ninguém e nem trabalhou de auxiliar técnico.

    Quando for vitorioso, ganhar alguns títulos, aí eu até concordo nessa questão de direito de imagem, mas por enquanto eu penso que ele deveria se atentar mais ao trabalho do que a imagem (R$).

  12. Isso, mais cedo ou mais tarde, vai dar melda…de novo.
    Já que o clube não consegue impor condições a um EMPREGADO, o Sao Paulo tem que ficar fora disso. O Rogerio que se acerte com o patrocinador.
    Como ficaria caso resolvessem demitir o Rogerio?

  13. O RC abaixa a bola aí pq vc não é Pepe Guardiola,Mourinho, Ancelotti ,,,dá graça a Deus q vc ta começando num time gigante,,,ver se pensa no clube pq vc aposento ganhando mais​ de 600 mil por mês,,,,

  14. Ai o São Paulo perde um baita patrocínio master por pura vaidade do treinador… que façam as adequações necessárias….

    Que enquadre o treinador ou ponha outro no lugar, não pode-se perder esse patrocínio!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*