Ameaçado no São Paulo, Leão enfrenta críticas dos jogadores nos bastidores

Com chance considerável de ser demitido, o técnico Emerson Leão tem mais um problema para lidar no São Paulo. O mau momento do clube na temporada colaborou para aumentar nos bastidores as críticas dos jogadores ao trabalho do treinador. Os métodos de treinamento repetitivos e as reclamações públicas dele aos atletas tem deixado o grupo bastante irritado.

UOL Esporte apurou que Leão perdeu o controle do elenco por causa dessas reclamações constantes sobre o desempenho dos jogadores. Alguns atletas tomaram conhecimento das críticas do treinador feitas para jornalistas. Ele não esconde o descontentamento com o zagueiro João Filipe, que foi relegado a penúltima opção do setor após os erros contra o Bahia (pelo Brasileirão 2011) e o Corinthians (Paulistão 2012).

Desde que assumiu o São Paulo, Leão tem trocado farpas com o goleiro Rogério Ceni. Apesar de ambos não admitirem, o relacionamento entre os dois é muito ruim, pois o goleiro não gosta das declarações públicas irônicas que o treinador faz, como dizer que ele se lesionou no início deste ano porque foi pentear o cabelo.

O único que manifestou seu descontentamento com o treinador, ainda que indiretamente, foi o meia-atacante Lucas. Em resposta a um torcedor no Twitter após a derrota contra a Portuguesa no último sábado, o atleta são-paulino disse que não tinha como deixar de lado sua relação com Leão para que possa jogar bem.

As críticas dos atletas a Leão podem gerar a desculpa que o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, precisava para demiti-lo. O mandatário está descontente com o trabalho do treinador, mas hesita em mandá-lo embora por não ter um substituto de impacto.

UOL Esporte tentou entrar em contato com o treinador, mas ele não atendeu às ligações. Segundo a programação da assessoria de imprensa do São Paulo, ele deve conversar com os jornalistas após o treino da manhã desta terça.

Fonte: Uol

Um comentário em “Ameaçado no São Paulo, Leão enfrenta críticas dos jogadores nos bastidores

  1. Opções de impacto vem de contra ao que precisa ser feito agora, ou seja humildade, entendo que há necessidade de voltar alguns passos para retormar o caminho do sucesso.
    Talvez um bom conselheiro seja o Rene Simões para indicação de um treinador que inicie a linha de trabalho futura .
    Se há um plano de trabalho futuro para padronização tática e técnica desde a base, nada mais lógico que já se pensar em alguém que tenha capacidade de assimilar e operacionalizar já no profissional, este é o momento de recomeçar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*