Alguém me disse

A política é muito ligeira e, quando menos se espera, tudo pode mudar. Isso serve para mim, que estou postando essa informação aqui, como para Juvenal Juvêncio, que teve a mesa virada num “golpe de mestre” de apoiadores. Mas a candidatura recém-lançada e já completamente consolidada de Kalil Rocha Abdalla balançou as estruturas na alta cúpula do Morumbi. Nesse momento ninguém ousa mais afirmar sem pestanejar que Juvenal fará seu sucessor.

Ouvi de dois representantes “radicais” – um da situação e outro da oposição – que Kalil presidente é o São Paulo de cara nova e totalmente arrumado, sem abandonar suas origens, voltando em pouco tempo a ser o Soberano. Ou seja: ele, ao que parece, agrada a gregos e troianos.

É minha visão, mas, como em política com o passar das horas tudo pode mudar, vamos ficar no presente e não apontar o futuro sem medo de errar.

 

Paulo Pontes

7 comentários em “Alguém me disse

  1. Se a gente pudesse provar a conexão desse Ditador e Do João Paulo com O Juan Figger e agora com esse outro empresário
    Quebrar o Sigilo bancário dos dois
    Lá atras na venda do Júlio Batista para o Sevilha qdo um time do Uruguay fez a ponte!!!
    Onde foi colocado o Dinheiro do Lucas 80m
    Do Oscar 17. Bruno Uvini ???
    Casemiro 17 Fernandinho Marlos.
    Nao contratou ninguem
    Nossa torcida tem o direito de ver esse balanço vcs nao acham?????

  2. O Importante ê nao deixar o Rogério virar Cartola
    Ele derrubou ,minou ferrou o Ney,
    Derrubou o Adalberto
    Junto com o Milton fizeram o Juvenal preterir o Muricy e trazer um Cara que em 11 jogos perdeu oito nao ganhou nenhum
    Mac fará parte dessa nova diretoria
    Juvenal esta se queimando Sozinho
    Nao há mais espaço para Ditadores tipo ele Eurico Mutafa Dualib
    Vamos nos Livrar desse cara
    Um pouco tarde de mais

  3. Acho difícil Juvenal ceder sem nada em troca, concordo que essa troca seja a cabeça de Marco Aurélio, agora fazer o tricolor voltar a ser soberano, será uma tarefa muito difícil, sem resultado a curto prazo.

  4. Paulo Pontes, o Kalil é muito habilidoso e tentará a todo custo convencer a situação para que tenhamos um único candidato de consenso.
    Só temo que o inerte, mas ardiloso grupo do JJ até aceite, mas para isso exija a cabeça do MAC, fazendo com que ele não faça parte desse novo grupo. Só para dizer que eles saíram por cima e o MAC perdeu, única e exclusivamente por ele ter implodido o que seria uma vitória certa e de braçadas largas da situação, até meses atrás.

  5. E se Deus quiser, Juvenal Juvêncio nunca mais.

    Já disse isto em 1990, mas agora é de verdade.

    E guardem isto, ele logo será candidato no time da marginal com estádio do governo. É o sonho dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.