A poucos dias do jogo do ano, técnico do São Paulo aciona 7 titulares

O técnico André Jardine acionou neste sábado, no duelo com a Ponte Preta, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, sete jogadores que estiveram presentes na derrota por 2 a 0 para o Talleres, pela Pré-Libertadores. A poucos dias da grande decisão no Morumbi, o treinador são-paulino deixou claro que, para ele, poupar completamente o time considerado ideal não seria uma boa ideia.

Neste sábado, na derrota para a Macaca por 1 a 0, Jardine colocou em campo Tiago Volpi, Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo, Hernanes, Nenê e Everton mesmo com a Pré-Libertadores sendo prioridade para o clube na temporada. A presença dos atletas mais tarimbados, no entanto, não surtiu efeito, e o resultado adverso aconteceu mesmo assim. Enquanto isso, o Talleres enfrentou o Atlético Tucumán com uma formação completamente reserva.

“Pelo jogo ser sábado e a gente ter três dias até o jogo de quarta, entendíamos que poderíamos fazer um jogo de hoje também como parte da preparação para o jogo de quarta, para observar situações, dar condicionamento a jogadores que estão precisando, e foi uma decisão em conjunto que parece a todos acertada”, afirmou Jardine após o confronto com a Ponte Preta.

Sem conseguir criar chances de perigo contra a Macaca, o time do São Paulo precisará mostrar na quarta-feira um desempenho jamais exibido em 2019. O Tricolor tem de vencer o Talleres por 2 a 0 para levar a decisão para os pênaltis ou por 3 a 0 para avançar diretamente à próxima fase da Pré-Libertadores. Porém, nos últimos cinco jogos, a equipe foi às redes somente uma vez, na vitória por 1 a 0 sobre o São Bento, no Pacaembu.

“Ninguém gosta de perder, né? Se a gente esconder que está todo mundo chateado pela derrota de hoje… estamos em um esporte que todos odeiam a derrota, e clube grande não gosta de perder. É um desafio de todos virar essa página o mais rápido possível para na quarta-feira estarmos com um espírito coletivo muito forte, e esperamos contar com o apoio da torcida para criar uma atmosfera de extrema pressão para o adversário”, concluiu.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

6 comentários em “A poucos dias do jogo do ano, técnico do São Paulo aciona 7 titulares

  1. Na minha opinião tinha mesmo é que entrar com todos os titulares, não importa, esse time precisa pegar ritmo de jogo, eu fui favorável a demissão do Aguirre na época pois estava muito difícil de ver o time voltar a jogar como fez no início e ele já não tinha mais o vestiário e o mesmo ocorre nesse momento, não dá mais para o Jardine, não deu liga, iria atras do Luxemburgo sim, mesmo não gostando dele como pessoa, porém é o melhor que temos no mercado e pode vir a dar liga, porque não???? pior que está não dá para ficar e digo mais faria isso hoje pra já estar no banco na quarta feira, e seja o que Deus quiser!!!!!!!!!

  2. O Jardine parece ser bom moço, trabalhador, mas……
    Observem que o trabalho dele vem ruim desde sempre nos profissionais.
    O ano passado (na maior burrice que já vi), tiraram o Aguirre (que fez ótimos jogos, liderou o campeonato um bom tempo), e efetivaram o Jardine faltando 5 jogos para o término da temporada. Ele falhou e quase ficamos fora até da pré libertadores.
    Foi fazer uma desastrada pré temporada na Flórida Cup e perdeu os 2 jogos.
    E no paulista já soma 3 derrotas !
    E na verdade te libertadores perdeu!
    Vamos esperar o que ? Começar o brasileiro para ficarmos na zona da degola e sair correndo arrumar outro treinador ?
    O time simplesmente não joga com o Jardine. Não deu certo !
    Ponto final

  3. Não gosto muito de criticar treinadores, mas com ele está difícil. Ele coloca vários titulares para “treinar” contra a Ponte e perdem. Que moral a equipe chegará na quarta?.
    Com estes jogadores no SP, eu apostaria no Luxemburgo. Pior do que está não dá pra ficar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*