À disposição, Pintado diz que não há “plano B” para substituir Bauza

O São Paulo pode perder Edgardo Bauza nas próximas horas, já que o técnico deixou o treino mais cedo nesta sexta-feira e foi a Buenos Aires se reunir com dirigentes da AFA (Associação de Futebol Argentino) para discutir a possibilidade de assumir a seleção de seu país. Auxiliar técnico do Patón, Pintado ressaltou que a negociação com a Comissão Normalizadora, grupo que administra interinamente a entidade argentina, está sendo feita de modo transparente e afirmou que o Tricolor não tem um “plano B” para substituir Bauza, embora o clube esteja preparado para uma eventual saída.

“É uma reunião que ele foi participar não com a AFA, porque a AFA não tem uma diretoria ainda, não tem um presidente. É um grupo que está administrando uma crise, um momento muito difícil. Foi o presidente do Belgrano que pediu para que o Bauza estivesse presente lá”, revelou Pintado ao canal Sportv.

“Conversando com eles, deve receber essa proposta. É muito claro para nós do São Paulo, não tem nada escondido. É muito claro por parte do Patón e por parte do São Paulo. Tudo muito às claras. A gente acaba entendendo, sabe que é tentador”, acrescentou.

O ex-volante são-paulino revelou que o Tricolor tem recebido várias ofertas de treinadores desde que Bauza foi convidado a participar de uma reunião com dirigentes argentinos. Auxiliar no Morumbi desde 2016, Pintado deixou claro que o clube não cometerá “loucuras” caso precise substituir o Patón e que não possui um “plano B” neste momento.

“Tem cinco ofertas a cada meia hora. Mas a gente entende. O São Paulo tem gestão no futebol que é para que não seja necessária qualquer loucura, embora as coisas aconteçam assim no futebol. Principalmente em um cargo tão importante como é o cargo de treinador. Não existe nenhum plano B, nenhuma conversa por enquanto”, destacou o auxiliar, antes de se colocar à disposição para assumir interinamente o cargo de técnico do São Paulo.

“Sou um profissional do São Paulo, sei da minha importância no cargo que exerço. Estou muito feliz onde estou, sei que tenho a confiança do clube e o respeito de todos ali dentro. Trabalho para o São Paulo, logo estou à disposição. Se for necessário, se o São Paulo entender que pode acontecer. Mas isso não passa na minha cabeça. Não tenho essa pretensão em momento algum”, concluiu.

Caso firme acordo com a seleção argentina, Edgardo Bauza deverá se despedir neste domingo, quando o Tricolor enfrentará o Grêmio, às 16 horas (de Brasília), em Porto Alegre. O duelo será válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, em que o São Paulo ocupa o nono lugar, com 22 pontos.

Fonte: Gazeta Esportiva

6 comentários em “À disposição, Pintado diz que não há “plano B” para substituir Bauza

  1. Gente, o Pintado é só o arroz tricolor: só acompanha, não serve para assumir.
    Sua carreira de técnico é inexpressiva.
    Vamos precisar ir atrás de um novo treinador. Só espero que dessa vez tragam alguém que pense parecido com Bauza. Ano passado, na saída do Osorio, escolheram um sujeito que era o oposto.
    O time agora está treinado de um jeito e é preciso se respeitar o trabalho já feito para ter continuidade e, até, evolução.

  2. O plano B é o Pintado ou alguem tinha duvida disso desde a sua contratacao como auxiliar, so esperamos que nao seja um segundo Doriva que so fez merda, e tb o Paton pode querer levar todos os argentinos do nosso time….rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.