Bauza diz que volta com cabeça mais focada em reunião do que no Grêmio

O técnico Edgardo Bauza, do São Paulo, afirmou após passar uma hora e meia reunido com dirigentes da Associação do Futebol Argentino (AFA) que tem “muita vontade” de comandar a seleção de seu país. Em entrevista exclusiva à Rádio Continental, Patón disse até que voltará no avião com a cabeça mais focada na conversa do que no Grêmio, adversário deste domingo (24) no Campeonato Brasileiro.

“Com essa conversa. Já está na minha cabeça essa conversa, vamos seguir com ela, porque foi boa. Existem muitas coisas pontuais, para se começar a pensar e armar tudo”, disse, respondendo à pergunta se voltaria focado no jogo ou na reunião.

Ele, porém, ressaltou que ainda não recebeu proposta oficial e que apenas “falou de futebol” com os dirigentes.

“Ainda não há nada, não tenho proposta”, disse Bauza a jornalistas argentinos na saída da reunião na casa do dirigente Armando Pérez, em Buenos Aires. “Falamos por uma hora e meia de futebol. Sou uma possibilidade. No domingo, comando o São Paulo”, disse Patón.

“Foi um longo papo sobre futebol, falando do que aconteceu na seleção. Mas tenho muita vontade de dirigir [a Argentina]. Seria o maior desafio da minha carreira”, completou Bauza.

Bauza embarcou de São Paulo no final da manhã e chegou por volta das 16h em Buenos Aires. Após poucas palavras no momento da chegada, o treinador deu uma entrevista bem mais longa após deixar a reunião. Falou, inclusive, de Lionel Messi, que anunciou que não joga mais pela seleção após a derrota para o Chile na final da Copa América Centenário.

“Se chegarem a me escolher, a primeira coisa que se tem que fazer é conversar com Messi para convencê-lo a voltar”, disse o técnico.

4 comentários em “Bauza diz que volta com cabeça mais focada em reunião do que no Grêmio

  1. Me decepcionou.Não somente pelo fato do contrato e pela compra do Bufa mas tb pela forma q esta conduzindo a negociação.
    Rueda pode ser bom nome.

  2. O clube não pode ficar à disposição do Bauza até que saia uma decisão da AFA.
    Depois dessa declaração, o mais correto a fazer é dispensá-lo e procurar outro técnico.
    Não temos que esperar ninguém se decidir.
    O que interessa é o São Paulo. Eles que sigam a vida deles, Bauza e AFA.
    Vamos cuidar dos nossos interesses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.