Perder ou ganhar é uma questão de detalhe

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o São Paulo perdeu da Ponte em Campinas. A diferença entre o perder neste sábado e o ter ganho do Rio Claro na última quarta-feira ficou por apenas um detalhe: contra o Rio Claro nós marcamos e contra a Ponte nós sofremos um gol. Porque o futebol apresentado pelo time nos dois jogos foi absolutamente idêntico: não existiu.

Não sou do tipo saudosista que não enxerga a modernidade, mas não vi até agora um esquema que tenha sido adotado por Bauza. Jogar com três volantes é o cúmulo do absurdo e mostra claramente que ele não conhece os jogadores que tem. Senão vejamos:

  • Ganso não é o jogador indicado para armar o ataque, chegar na área para tabelar, chutar para o gol, conseguir grandes infiltrações vindo de trás. Enfim, Ganso é o cara que precisa ter três jogadores que se movimente na frente para render alguma coisa;
  • Ao jogar com três volantes, espera-se que os laterais apoiem bastante, pois a zaga está protegida dos contra-ataques adversários. Mas Bruno e Mena também guardam posição e só vão para a frente em algumas poucas oportunidades;
  • Thiago Mendes, que ano passado foi destaque deste time, marcando e chegando bem na frente, hoje só marca. E mal. Como Wesley não tem cacoete de atacante e Hudson é só marcador, não podemos contar com a chegada dos volantes na frente.
  • Nesta formação Calleri (ou Kardec) está jogando sozinho lá na frente, brigando com três ou quatro zagueiros. Ele nunca irá render o que dele se espera.

Para piorar as coisas, ele, quando necessário, passa a fazer substituições para recuperar o prejuízo. Mas as faz de forma errada, pois arranca os volantes e recua Ganso. Até acho que Paulo Henrique Ganso pode jogar na intermediária, fazendo a transposição e municiando o ataque, mas como volante ele terá que, primeiro marcar, depois ser meia. Perde-se um talento, ainda que adormecido, na frente para ter um péssimo marcador.

Não estou no time dos que defendem a saída imediata de Bauza, mas por conversas que tive nos bastidores, a prova dele será a Libertadores. Se for eliminado nesta primeira fase, dificilmente ele seguirá à frente do time. O sonho de Ataíde Gil Guerreiro, e do próprio Leco, é trazer Osorio de volta, mas isso só ocorrerá se ele for demitido da Seleção do México, algo muito improvável de acontecer este ano. Então…

16 comentários em “Perder ou ganhar é uma questão de detalhe

  1. Sinto cheiro de derrota por goleada lá em Buenos Aires…
    Wesley é uma piada pronta.
    Nem ele, nem tiago mendes e nem Hudson acompanharam a descida do Reinaldo e deu no que deu…
    Meu prognostico:
    Derrota com vexame p/ o River
    Empate lá na venezuela
    Derrota na bolivia…
    Esse meu palpite pode não acontecer se o Bauza não escalar mais o Wesley, deixar o Rogerio começar o jogo e no lugar dele de origem.Além do Ganso eu tb escalaria ou Daniel ou Lucas que veio do time sub-20 e abriria mão de um dos volantes….

  2. Eu acho que o bauza põe tantos no meio campo e segura os laterais porque sabe que a zaga é uma peneira, pra não tomar de 6 x 1 e ser defenestrado prefere perder de pouco ou “achar” um gol como fez com o rio claro. Só um achismo meu…

  3. No quisito detalhe em ganhar e perder o sao paulo esta mais para perder do que ganhar, pois nao é um time bem escalado e organizado, acho que foi um erro da diretoria quer dizer mais um erro entre tantos outros erros trazer o Bauza só pq ganhou 2 libertadores com times limitados e sem muitas estrelas, mas foi erro enorme pq o sao paulo nao tem jogadores comprometidos em levar o sao paulo a titulos, nao tem gana de vencedor, jogadores distantes uns dos outros.
    Como pode um time como a Ferroviaria time montado com um treinador desconhecido deu um nó tatico nas Pepas, e mostrou como se ganha jogo com um time limitado, muito bem escalado e treinado,

  4. Meu ponto é: não dá para contratar um técnico estrangeiro e esperar resultados em 10 jogos. Não foi justo com Osorio. Não está sendo justo com Bauza.
    Eu, sinceramente, seria ainda mais retranqueiro e jogaria com três zagueiros. Mas adiantaria mais o time para marcar campo inteiro.

  5. Também sou contra a saída imediata do Bauza. Aliás, sou contra mesmo em caso de eliminação da Libertadores. Até porque isso já ocorreu e só estamos numa sobrevida inútil. Apesar de ser pouco animador o início de Bauza, o que vejo é o mesmo time do ano passado expondo as mesmas limitações do ano passado. Recuperem o retrospecto do Osorio e verão que a coisa não foi tão diferente em termos de resultados. Concordo com o que escreveu o Hugo. Os jogadores são medianos e há uma combinação ruim de características entre esses jogadores medianos. Dificuldades para passar e cruzar, nenhum driblador, nenhum velocista, poucos tomadores de bola, ninguém que chute bem de fora. O pecado do técnico, se houver, é não reconhecer esses defeitos. Acho falta de coerência interromper um trabalho precocemente, ainda que eu não me empolgue com Bauza até agora.

  6. alguém pode me explicar como o treinador da ferroviária consegue organizar o time e o treinador do soberano não consegue organizar o soberano ?

    aqueles que defendem a permanecia do bauza ate o próximo ano no soberano poderiam falar o que o bauza fez ate agora para ficar no cargo ate 2017?

    pra sempre soberano

  7. Abílio não entende nada de futebol cara .

    Só pra saber que foi Abílio que indicou as contratações de Adilson Batista e Leão em 2011.

    e Abílio queria para técnico este ano Guto Ferreira ou Jorginho do Vasco.

  8. Todos tem culpa,sem exceção, por isso insisto em deixar o clube ser reestruturado pelo Abilio…
    Poderia ficar aqui o dia todo mostrando os erro mas para mim no fundo é tudo reflexo da forma como o clube é gerido.

  9. Sinceramente discordo. Bauza é bom treinador. O elenco é fraco tecnicamente e desequilibrado. Temos vários jogadores em declínio na carreira e que além disso tem o perfil pouco aguerrido. O Gustavo é o Ataide são péssimos para montar elenco, o que se vê na maioria das contratações é eles sendo levados pelo mercado da bola e não o contrário. Tendo em vista isso pode vir um e argumentar que não existe dinheiro, mas só de contratar um cara com o salário que ele tem se ele for capaz de contratar bem e barato do contrário qualquer um com grana monta um timaço de craques. A torcida e a imprensa especializada cai toda vez no mesmo discurso de troca de técnico, mas pode vir o guardiola que ele não fará o Lugano correr como um menino de 20, o ganso se apresentar pro jogo e o Michel ser aquele mesmo da França.

  10. Ronaldinho Gaucho a exemplo de Michel Bastos( não comparando a qualidade) também era taxado de jogador acomodado que não vibrava ,e Cuca conseguiu recupera-lo no Atlético MG .

  11. e o Ganso nunca jogou futebol antes de vir pro São Paulo?

    Michel Bastos não jogou bom futebol no São Paulo quando veio em 2014 na gestão Aidar?

    Porque só no São Paulo nenhum jogador da certo??

  12. Paulo Pontes o nome certo é Cuca .é o único no momento capacitado para o cargo , com certeza nas mãos de Cuca , Ganso , Michel Bastos , Calleri , vão jogar bola.

    Basta ver que Cuca fez Jo , Ronaldinho Gaucho joagarem bola no Atlético MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*