Zagueiro do SP cita provocação de Walter ao Fla e pede respeito ao Flu

O São Paulo deverá enfrentar o Fluminense com reservas no próximo domingo, e o zagueiro Edson Silva deverá ser escalado. Antes da partida, ele pede respeito ao clube carioca por conta da escalação sem os titulares, e cita como exemplo a provocação do atacante Walter ao Flamengo, que antes da semifinal da Copa Brasil falou que iria “deitar e rolar”. Depois, sofreu lesão muscular na coxa direita e não atuou em nenhuma das duas partidas.

“Tratando-se de time reserva, é teoricamente a gente, que não vem atuando, mas tem que ter um certo respeito. São Paulo é grande, e se a gente estamos aqui é porque a gente fez por onde. A gente teve o exemplo aí do Walter, menosprezando o Flamengo, dizendo que iria deitar, acabou em duas derrotas e ficou fora”, falou Edson Silva, em entrevista coletiva nesta segunda-feira.
O técnico Muricy Ramalho já afirmou que deverá poupar toda a equipe que foi titular na vitória sobre o Flamengo, por 2 a 0, nesta quarta-feira. Assim, a maioria dos titulares habituais deverá descansar para a primeira partida contra a Ponte Preta, pela semifinal da Copa Sul-Americana, na próxima quarta-feira.
“Ele [Muricy Ramalho] não passou nada para nós ainda, temos que pensar no jogo contra o Fluminense, depois tem a Ponte. Temos que pensar no jogo, apenas”, despintou Edson.
O zagueiro ainda defendeu o São Paulo pela tentativa de tirar a decisão da semifinal do Moisés Lucarelli. O clube se apoia no regulamento da Conmebol, que restringe o uso de estádios com capacidade para menos de 20 mil pessoas, como no caso do local em Campinas.
“O time tem direito de jogar no seu estádio, mas o regulamento não permite. Acho que a regra tem de ser cumprida. Mas o São Paulo é grande, independente de onde for o jogo, o São Paulo vai entrar para disputar para ir à final”, acrescentou.
Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*