Volante do São Paulo realiza sonho após ‘dominar’ Cotia e quer títulos

O São Paulo apresentou caras novas nesta semana para o início da trajetória de Rogério Ceni como técnico. Uma delas é a do volante Araruna, que depois de dominar as categorias de base do Tricolor, sonha em alcançar títulos também na equipe profissional. A promoção, aliás, já é celebrada pelo garoto de 20 anos, integrado no grupo que viajou para os Estados Unidos.

– Chegar ao elenco principal é um sonho realizado, porque sou torcedor do São Paulo desde criança. Fiz minha formação inteira na base do clube, em Cotia, e me preparei bastante para agarrar esta chance, porque sempre almejei estar aqui. Lutei em busca deste sonho, e agora surgiu a oportunidade. Quero aproveitar da melhor maneira possível – comemorou.

Araruna foi promovido na semana passada por Ceni, que levou ainda os laterais Foguete e Júnior e o meia Shaylon para a pré-temporada na Flórida. O volante vai para o oitavo ano como atleta são-paulino, em carreira que começou aos 13 anos e tem os títulos Libertadores Sub-20 de 2016, da Copa do Brasil Sub-20 de 2015 e 2016, do Paulista Sub-20 de 2016, da Copa RS de 2015, da Copa Ouro de 2015, da Copa do Brasil Sub-17 de 2013.

– Cheguei em 2009, participei de todas as categorias até o sub-20 e me preparei bem. Conquistamos títulos, amadureci e agora vou tentar ajudar no elenco principal. O São Paulo tem que brigar por títulos sempre, e quero dar a minha contribuição – projetou Araruna, que também pode ser lateral-direito ou meia.

Na última quinta-feira, no último treino antes da viagem aos Estados Unidos, Araruna assustou Ceni ao cair e reclamar de dores no cotovelo esquerdo. O local é coberto por proteção em dias de jogos, recebeu atendimento do médico Auro Rayel e o garoto logo foi liberado para seguir em campo.

 

Fonte: Lance

Um comentário em “Volante do São Paulo realiza sonho após ‘dominar’ Cotia e quer títulos

  1. Sei não. Acompanho tudo que posso das categorias de base do SPaulo e nunca senti esse Araruna “dominando” no sub 20. Sempre foi reserva, na maioria das vezes entrava durante as partidas e nunca me chamou a atenção. Se o Banguele, que dominou por um certo tempo a posição e era, inclusive, capitão do time sub20, não vingou,. O Pira (não me lembro o nome dele) que sempre foi titular na posição da base, o SP deixou sair sem profissionalizar, acho que estão fazendo muita fumaça com esse menino porque o RC gostou dele. A esperança é que aconteça com ele o mesmo que aconteceu com o Kaká, que estava reserva no sub20, foi alçado aos profissionais, e, daí…
    Tomara que eu esteja mordendo a língua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*