Vitor Bueno faz elogios a Diniz e Raí e cita evolução

Saiu Cuca e entrou Fernando Diniz. E quem se deu bem com essa troca de comando no São Paulo foi Vitor Bueno. O meia-atacante cresceu e se tornou peça-chave na reta final do Campeonato Brasileiro.

Com Diniz, Vitor Bueno atuou em todos os jogos, sendo titular em dez das 14 partidas. O jogador deve seguir na equipe contra o Grêmio, domingo, às 19h, em Porto Alegre, pela 36ª rodada.

Autor de cinco gols e uma assistência em 27 jogos no São Paulo, Vitor Bueno aponta a preocupação com o lado humano como um diferencial de Fernando Diniz para os outros treinadores.

Ele também concorda com Daniel Alves sobre a necessidade de haver estabilidade para um trabalho dar resultados. Nesta temporada o Tricolor teve quatro treinadores (André Jardine, Vagner Mancini, Cuca e Fernando Diniz).

– Sigo essa linha de raciocínio dele. Nenhum treinador em três meses consegue desenvolver tudo aquilo que sabe e quer. Tivemos uma conexão muito forte com o Diniz. O trabalho dele tem me agradado bastante, dentro e fora de campo. A maioria do grupo tem gostado muito. Tem total respaldo dos jogadores e a confiança da diretoria também. Colocar o São Paulo direto na fase de grupos da Libertadores é o nosso objetivo. Tenho certeza que em 2020 ele, juntamente com jogadores, vai fazer um grande trabalho – disse Vitor Bueno.

Vitor Bueno elogia o trabalho de Fernando Diniz no São Paulo — Foto: Tiago Volpi - São Paulo

Vitor Bueno elogia o trabalho de Fernando Diniz no São Paulo — Foto: Tiago Volpi – São Paulo

– Da parte técnica (mudou) bastante, porque desde quando chegou ele me chama para conversar. Eu e todos. Até quem não joga ele conversa e se preocupa com todos, com o lado humano da pessoa, o que é importante. Não é só falar de futebol. Nem sempre você tem de vir treinar tão feliz. Às vezes temos um problema em casa e ele se preocupa. Acho legal porque dá uma transparência – acrescentou.

Apesar do bom ambiente entre jogadores e Fernando Diniz, parte da torcida do São Paulo tem criticado o trabalho do treinador. Até agora ele acumula 14 jogos, com seis vitórias, quatro empates e quatro derrotas. De qualquer maneira, o técnico é o nome da diretoria para dirigir o Tricolor em 2020.

– O Raí é importante. Ele palpita bastante e entende do assunto dentro de campo. Isso é inegável. Fora de campo também. É um cara com uma força imensa. Espero que ele fique para nos ajudar. Tem a nossa confiança e é importante para o grupo – falou Vitor Bueno.

Vitor Bueno torce pela permanência de Raí no São Paulo em 2020 — Foto: Marcelo Hazan

Vitor Bueno torce pela permanência de Raí no São Paulo em 2020 — Foto: Marcelo Hazan

– Nosso time é muito qualificado mesmo. Vemos pelos treinamentos as jogadas e coisas boas que saem nos treinos. Mas deixamos a desejar ao longo deste ano na regularidade dos jogos. Ganhávamos, perdíamos e empatávamos. Em 2020 não pode acontecer isso. Para um time que quer vencer tem de manter regularidade positiva. Ficar perdendo jogo vai minando a confiança. É manter a regularidade, confiar mais e colocar energia positiva com o torcedor para que 2020 seja o ano que todos esperam.

Para encarar o Grêmio, o São Paulo não terá Tchê Tchê (suspenso). Luan substituiu o jogador na vitória sobre o Vasco e é a principal opção. Liziero, Jucilei e Hudson também são alternativas. A outra dúvida é se Fernando Diniz vai manter o esquema com três atacantes ou vai reforçar o meio de campo.

Um possível time do São Paulo é o seguinte: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Luan, Igor Gomes e Daniel Alves; Antony, Pablo (Liziero) e Vitor Bueno.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Vitor Bueno faz elogios a Diniz e Raí e cita evolução

  1. Na minha opinião um dos maiores problemas do SP hoje é a preparação física(o time cai muito de produção nos 2 segundo tempos das partidas) e o Departamento Médico que demora demais na recuperação dos jogadores isso quando nao machucam logo que voltam novamente.
    Claro que as contrataçoes estão sendo insuficientes e erradas nas escolhas tbm,são jogadores acima dos 30 anos(sem gana de vencer)e de qualidade técnica geralmente questionável,para que trazer 10 caras mais ou menos por exemplo,melhor trazer uns 3 ou 4 nota 8(sempre abaixo dos 30 anos) e completar com a base.
    Tá faltando essa consciencia aí,porem “acho” que as comissões nessas negociatas interessam a muitos parasitas instalados no clube ,por isso estamos a anos passando nervoso com o time.

    • Hoje vejo que as maiores carencias sao um meia,volante rapido e com presença no ataque ,ponta rapido e que marque gols,e um camisa 9 que faça um pivo decente ali na entrada para infiltrar nas defesas.Enfim sao 4 jogadores de alto nivel,acho pouco $$$$ para um clube desse tamanho e que está a anos na fila,na verdade já passou da hora de contratar corretamente.
      Os nomes eu nao tenho mais as opcoes são muitas basta analisar direitinho e trazer pois ano que vem talvez estaremos na Liber na fase de grupos e essa camisa precisa ser representada a altura,so participar não é o suficiente para o São Paulo Futebol Clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.