Versatilidade do elenco é arma de Aguirre contra os desfalques

A versatilidade dos jogadores do São Paulo é a principal arma de Diego Aguirre contra os desfalques e dúvidas. Para encarar o Atlético-MG na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Independência, o técnico tem quatro baixas certas e muitas dúvidas.

Líder do Campeonato Brasileiro com 46 pontos, três acima do Internacional, segundo colocado, o São Paulo novamente recorrerá à força do grupo.

Estão fora: Diego Souza (suspenso), Everton (estiramento na coxa esquerda), Luan (seleção sub-20) e Arboleda (seleção do Equador).

São dúvidas: Rodrigo Caio (trauma no joelho direito, no qual tem dores por uma pancada sofrida no jogo-treino de segunda passada), Araruna (tendinite no calcanhar esquerdo) e Gonzalo Carneiro (dores musculares)

Fazem tratamento: Anderson Martins (dores no músculo posterior da coxa esquerda) e Bruno Peres (dores no adutor direito), mas o São Paulo ainda não os considera dúvidas ou desfalques.

Diego Aguirre tem problemas para escalar o São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Diego Aguirre tem problemas para escalar o São Paulo (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Por outro lado, Aguirre terá as voltas de Jucilei e Nenê: ambos cumpriram suspensão. Assim como fez contra o Fluminense, o técnico poderá repetir a opção por Reinaldo adiantado, na vaga de Everton, com Edimar na lateral esquerda. Everton Felipe também está à disposição. Tréllez, por sua vez, herdará a vaga de Diego Souza.

Se Bruno Peres não puder atuar, o substituto natural seria Régis (o autor da assistência para Tréllez também pode jogar na segunda linha). Caso Anderson Martins não jogue, Aguirre tem algumas opções: improvisar Edimar ou Jucilei no setor (já exerceram a função anteriormente) ou usar algum garoto da base (Rodrigo e Miguel treinaram com o grupo na segunda-feira).

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Versatilidade do elenco é arma de Aguirre contra os desfalques

  1. Os 4 pontos perdidos vamos ver se farao falta agora contra o atletico MG, pois esse é o tipo do jogo que uma derrota ja é esperada ate pq um time grande, elenco bom, e que joga em casa.
    Esse jogo se conseguirmos sair com empate ja sera otimo resultado, mas vamos que vamos.
    E a versatilidade é verdade quando um jogador joga em mais de uma posicao e joga bem, pq jogar por jogar ate eu, pois jogo de lateral direito, mas posso se zagueiro , meia direita, mas onde rende mesmo de verdade lateral direito.

  2. Bruno Peres = lateral / ala / volante e ponta.
    King = lateral/ ala , ponta e até armador
    Régis = lateral/ ala dos dois lados, ponta pela direita.
    Trelles = centro avante,atacante pelas pontas
    Jucilei = volante e pode jogar como zagueiro
    Nenê = meia armador, atacante
    Diego Souza = centro avante, meia arnador, segundo volante e atacante pela ponta
    Realmente o time titular tem sim essas versatilidades.
    Só que tem que ser inteligente pra usar os jogadores onde rendem melhor e aonde se completam melhor.
    Diferente do sonso e apático Dorival.

    • Diego Souza segundo volante aí vc ta forçando,,pra mim nesse momento mesmo antes do jogo do florminenCe ele já deveria estar no banco para o trellez

  3. Sinceramente nao vejo tanta essa versatilidade que o Aguirre prega que tem, temos um time, elenco nao temos e isso é evidente, temos alguns reservas bem esforçados, jogam com vontade, raça, mas mais nada.
    VAmos ver o proximo jogo, como sabemos matar um leao por dia.
    Nao podemos perder o foco e perder pontos bobos, alguns times que estavam abaixo estao crescendo com Palmeiras e etc, acorda para vida de verdade Aguirre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*