‘Velhos conhecidos’, Osvaldo e Alvaro projetam parceria e lado ‘forte’ tricolor

– O lado esquerdo do time será muito forte nesse ano.

A frase acima é do atacante Osvaldo, titular nos últimos dois jogos e que desencantou pelo Tricolor após um longo jejum sem gol. E o camisa 17 tem um “velho conhecido” para ajudá-lo a dar mais uma prova do discurso: Alvaro Pereira.

Oportunidade que pode ser evidenciada nesta quarta-feira, contra o Rio Claro, às 22h (horário de Brasília), no Morumbi, pelo Paulista.

Os dois se conhecem desde à época do futebol português. O uruguaio atuou durante três temporadas no Porto, enquanto o atacante teve rápida passagem no time do Braga.

Rivais naquele período, Osvaldo ressalta um duelo em especial pelo campeonato nacional. Na oportunidade, em 2009, o time do atacante levou a melhor. E quando o uruguaio foi se apresentar aos novos companheiros, reconheceu o atacante.

– Entrei com muita vontade naquele jogo e ganhamos de 1 a 0. Ele lembrava de mim, sorrindo. Deu para dar um pouco de trabalho, quando eu entrei, faltavam 20, 25 minutos, não atuei o jogo inteiro. Fiquei feliz de ele ter lembrado, sinal de que dei algum trabalho para ele (risos) – declarou o atleta, em entrevista ao LANCE!Net.

Neste ano, o lado esquerdo mostrou a sua força nas duas vitórias do time. Diante do Mogi Mirim, Osvaldo abriu o marcador na goleada por 4 a 0. Contra o Oeste, em sua estreia, Alvaro Pereira deu assistência para um dos gols de Antônio Carlos.

– Tem tudo para dar certo, ele deu certo no Porto, na seleção do Uruguai. Ele tem de se entrosar não só comigo, mas com o grupo. Que ele se sinta em casa, como foi recebido – completou o atacante Osvaldo.

Em um jogo, o uruguaio deixou a impressão bastante positiva com a camisa tricolor. O atleta de 28 anos recebeu elogios da torcida e de membros da comissão técnica. A sua dedicação também é salientada. Para a lateral, Muricy ainda tem Reinaldo e Carleto, este que deve voltar aos treinos com o grupo nesta semana.

O atacante Osvaldo ainda busca a evolução no entrosamento dentro e fora de campo com o uruguaio.

Antes rival, a dupla agora defende as mesmas cores e conduz o lado esquerdo do São Paulo para apagar o baixo rendimento no ano anterior.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*