Tricolor tem indefinições de postura e escalação para o Choque-Rei

O São Paulo ainda tem dúvidas para encarar o Palmeiras, neste sábado, ás 19h (de Brasília), pelo Campeonato Brasileiro. Com treinos fechados durante a semana, o técnico Rogério Ceni faz mistério sobre a escalação e nem os atletas do Tricolor sabem que tipo de postura a equipe irá adotar no Choque-Rei no Morumbi.

“O Rogério que vai definir nossa proposta de jogo. O Palmeiras é um time que gastou fortunas para a temporada, mas temos de jogar da mesma maneira desde o início, tentando propor o jogo. Claro que, se a partida se desenhar para o contra-ataque, faremos isso. Só que não adianta falar sem ter leitura e equilíbrio dentro do confronto”, afirmou o meia Cícero.

O São Paulo tem duas indefinições no time que entra em campo neste sábado. Com a lesão de Thiago Mendes, Ceni pode optar por recuar Cícero ou escalar João Schmidt ao lado de Jucilei, o que tornaria o time mais defensivo. Além disso, Luiz Araújo ainda briga por uma vaga entre os titulares.

“Já venho fazendo a função de segundo volante há algum tempo, não é de hoje. No sistema que jogamos, faço isso. Às vezes, com mais liberdade. Mas com a ausência do Thiago, que é um jogador importante, o Rogério vai definir se vou jogar mais recuado ou adiantado”, completou o meio-campista.

Assim, a tendência é o Tricolor jogar com Renan Ribeiro; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, João Schmidt (Marcinho) e Cícero; Cueva, Luiz Araújo (Marcinho) e Lucas Pratto.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*