Tímido e após perdão, argentino estreia no São Paulo para afastar fama de ‘bad boy’

Ricardo Centurión inicia neste sábado, às 18h30, em Bragança Paulista, contra o Bragantino, a trajetória para mostrar que erra quem ainda o associa apenas à inusitada foto segurando uma arma, tirada aos 16 anos. Hoje com 20, o argentino fará sua estreia pelo São Paulo diante de grande expectativa e, pelo pouco que mostrou, tem caminho aberto para desconstruir a imagem de “bad boy”, status que o incomoda desde que surgiu.

Pelo menos para os profissionais do Tricolor, Centurión mostrou outra faceta. Primeiro porque é extremamente tímido, dizem. Pela diferença de idioma, o novo clube, nova cultura, o meia-atacante quase não fala. À assessoria de imprensa, pediu para ainda não conceder entrevistas, sobretudo exclusivas, em que o contato com o repórter é menos superficial.

Na Argentina e no São Paulo, a polêmica foto, que poderia sugerir um ar de rebeldia, é encarada mais pela origem humilde do jovem. Centurión está mais para Carlitos Tevez, ídolo do rival Corinthians, do que Messi. Foge do rótulo de pecho frio (peito frio, numa tradução livre), termo utilizado pelos argentinos para denominar um jogador desprovido de garra.

No início do ano, tomou atitude madura ao perdoar o lateral-direito Leandro Marín, do Boca Juniors (ARG). Em duelo pelo Racing, Centurión sofreu entrada criminosa do adversário, em lance que gerou forte polêmica pela gravidade. O são-paulino tratou de abafar o caso.

Por essas e outras, o São Paulo espera que Centurión comece hoje a apagar o fracasso de seus compatriotas contratados recentemente pelo clube – Adrián González, Cañete, Clemente Rodriguez…

– Na Argentina, o jogador sabe suas qualidades, mas respeita muito a palavra do técnico, no que diz respeito a sacrifício. O brasileiro tem dificuldade de entender que precisa ajudar sem a bola – analisou o técnico Muricy Ramalho, otimista com relação ao reforço.

Fonte: Lance!net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*