SP descarta reformulação e não trará reforços só por indicação de Bauza

A diretoria do São Paulo se prepara para contratar alguns reforços no meio do ano, mas já afirma que o processo não será conduzido exclusivamente por indicações feitas pelo técnico Edgardo Bauza. Segundo avaliação da diretoria, não haverá grande reformulação e os reforços serão escolhidos pela adequação ao projeto traçado pelo clube, e não apenas pelo treinador.

“Vamos esquecer a palavra reformulação. Ela nos induz a dizer que vamos mexer profundamente, vender muita gente e trazer muita gente. Não é o caso. O que digo é: vamos agir dentro das possibilidades e do que nós imaginamos ideal para o São Paulo, e não para o treinador do São Paulo. Porque hoje ele está conosco, está mantido e tem nossa confiança, mas um dia pode não estar. Se eu trago jogadores que só agradem a ele e não ao clube, o que faço com esses caras depois?”, falou o diretor de futebol Luiz Cunha.

Na prática, isso significa que o São Paulo não seguirá cegamente as indicações de Bauza para reforçar o plantel. Os nomes indicados pelo argentino serão estudados pela diretoria de futebol e pelo departamento de análise de desempenho, e, se houver consenso, negociações serão abertas. Da mesma forma, o treinador receberá indicações dos funcionários fixos do São Paulo e poderá aprovar ou não as sugestões.

Bauza quer cinco jogadores além da permanência do zagueiro Maicon. O treinador entende que precisa de um lateral, um volante, dois atacantes que possam jogar pelos lados do campo e mais um centroavante para suprir a saída de Jonathan Calleri, que tem contrato de empréstimo válido apenas até 30 de junho.

A postura adotada por Luiz Cunha não difere tanto do que se adota em outros clubes: o treinador recomenda e discute contratações, mas não tem total autonomia para atuar no mercado de transferências – vale, também, a avaliação do clube sobre os reforços. Tal postura, porém, difere do que se falava quando o departamento era comandado por Ataíde Gil Guerreiro, hoje diretor de relações institucionais do clube. À época, falava-se em construir um “projeto a partir do Bauza”.

O termo “reformulação” é refutado pela diretoria pois se entende que não há disponibilidade hoje para vender jogadores do elenco. Como apontado pelo zagueiro Diego Lugano na segunda-feira, depois do 4 a 1 sofrido contra o Osasco Audax que eliminou o São Paulo do Paulistão, o elenco é pequeno e tem dificuldades para encarar competições simultâneas como o Paulistão e a Copa Libertadores.

Nos próximos meses, o São Paulo poderá encontrar calendário um pouco mais calmo – mesmo se avançar às oitavas de final da Copa Libertadores –, mas poderá ser atrapalhado pelas convocações das seleções nacionais. Em junho, a Copa América deve tirar o lateral esquerdo Eugênio Mena para a seleção chilena. Depois, a partir da segunda quinzena de julho os zagueiros Rodrigo Caio e Lucão deverão defender o Brasil na Olimpíada. Ainda em julho, o também zagueiro Lyanco deverá disputar a Eurocopa sub-19 pela Sérvia.

 

Fonte: Uol

5 comentários em “SP descarta reformulação e não trará reforços só por indicação de Bauza

  1. Esses incompetentes da diretoria dizendo asneiras ja encheu o saco,inúteis que nao sabem sequer administrar uma padaria que dirá o nosso SPFC , é o que eu digo torcedor tem que se manifestar fortemente contra essa corja do contrário nada vai mudar e vamos para a serie B em breve.

  2. Bom; menos mal!
    Se deixarem por conta do Bauza; aliás, se deixarem o Bauza continuar, no caso de não classificação na Libertadores, qualquer coisa e jogadores contratados no mercado indicados por ele, deverá ser com o conhecimento íntimo dele , Bauza, tipo Centurion, que pelo olhar sentimental do Bauza tem muito a oferecer ao time. Vai ser mais uns 2 Luganos, 2 Centu, que joga aberto pelo lado, corre muito, etc, etc, a gosto do treinador, mais uns 2 Wesley.
    Espero que o Cunha se lembre da base e tenha coragem de trazer vários jogadores de lá, independentemente dos resultados iniciais, que não poderão ser piores do que estão entregando, hoje, o Bauza e os caras que lá estão…

  3. Murilo…meu caro… penso que você está pedindo muito de quem não tem o que dar. Lembre-se que a nossa Diretoria estava tomando conta de duas tartarugas…e deixou uma delas fugir. Simples assim…

  4. Tudo isso seria evitado se colocasse André Jardine de técnico, com Ganso e mais alguns jogadores experientes a nossa garotada poderia ganhar muita experiência no Campeonato Brasileiro.

    Falta a nossa diretoria também coragem !

  5. Perguntas: que projeto traçado pelo clube? Perder pro Audax é um projeto? O nosso Cunha entende o quê de futebol para escolher um jogador?
    Lista de compras:
    Goleiro reserva do Renan
    Renovação de Maicon
    Dois zagueiros bons que joguem pela esquerda
    Lateral esquerdo reserva
    Um volante que saiba sair jogando
    Dois atacantes que joguem abertos, um para cada lado do campo.
    Mais um centroavante, caso Calleri saia.
    Promoção de Banguelê, Luis Araújo, Inácio e David Neres.
    Remontagem de um departamento de medicina do esporte ligado à USP.
    Se o cara precisa de pelo menos 8 jogadores e tem a obrigação de promover 4 sub-20, nosso Cunha pode chamar o processo como quiser. Mas é reformulação.
    Cadê o patrocínio Master que vai permitir a contratação de reforços?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*